sábado, 25 de junho de 2016

CONGRESSO UMAACVA NA IGREJA SEDE AVIVAMENTO BÍBLICO CAMPO DE VILA ARAPUÁ


Versículo do Dia

Versículo do Dia


Em tudo somos atribulados, mas não angustiados; perplexos, mas não desanimados.
2 Coríntios 4:8

PÃO DIÁRIO - 25/06/2016 - Shrek!

Shrek!

…Eis que eu mesmo procurarei as minhas ovelhas e as buscarei. —Ezequiel 34:11


Shrek era uma ovelha renegada. Ela desapareceu de seu rebanho e permaneceu perdida por seis anos. A pessoa que a encontrou vivendo em uma caverna num local alto e acidentado na Nova Zelândia não a reconheceu como sendo uma ovelha. “Ela parecia ser alguma criatura bíblica,” ele disse. De certa forma, ela era. Shrek era uma imagem do que acontece com ovelhas que se separam de seu pastor.
Shrek precisou ser carregada até o pé das montanhas porque sua lã estava muito pesada (27 kg) que ela não conseguiria descer sozinha. Para aliviá-la do peso de sua desobediência, ela foi virada de cabeça para baixo para permanecer imóvel e não ser ferida quando o tosquiador removesse sua lã pesada.
A história de Shrek ilustra a metáfora que Jesus usou quando se autodenominou o Bom Pastor (João 10:11) e quando Deus se referiu ao Seu povo como Seu rebanho (Ezequiel 34:31). Assim como Shrek, nós não fazemos boas escolhas quando dependemos apenas de nós mesmos e acabamos oprimidos pelas consequências (Ezequiel 33:10). Para nos aliviar do peso, pode ser que precisemos nos aquietar por um tempo. Quando finalmente nos colocamos nesta situação, é bom parar, permanecer imóvel e confiarmos que o Bom Pastor fará Sua obra sem nos ferir.
— Julie Ackerman Link

Leia: Ezequiel 34:11-16 

Examine: A Bíblia em um ano: Neemias 12-13;Atos 4:23-37

Considere: O treinamento de Deus é planejado de modo a crescermos na fé.



Ministério Pão Diário - Nosso site é: http://paodiario.org/

e nossa página no Facebook: Facebook.com/paodiariooficial

INÍCIO DA BÊNÇÃO

Resultado de imagem para INÍCIO DA BÊNÇÃO de DAVI


E sucedeu, depois disso, que Davi consultou ao SENHOR, dizendo: Subirei a alguma das cidades de Judá? E disse-lhe o SENHOR: Sobe. E disse Davi: Para onde subirei? E disse: Para Hebrom.  2 Samuel 2.1
  

Por muito tempo, Davi fugiu de Saul, pois o rei sentia que o filho de Jessé seria seu sucessor. Davi respeitava a unção que havia sobre Saul e, por isso, embora tivesse tido oportunidade de acabar com a vida dele, poupou-o. Muitos não respeitam a unção derramada sobre alguém e, quando têm a chance, levam o ungido ao erro; no entanto, cuidado com isso, pois não toqueis nos meus ungidos é advertência divina (Sl 115.5).

A notícia da morte de Saul e a de seu filho, Jônatas, na batalha fez Davi lamentar a perda de quem tinha a autoridade sobre si. Ele escreveu um lamento que até hoje move quem o lê (2 Sm 1.17-27). Em sua dor, Davi confessa que seu amor por Jônatas era melhor do que o amor de mulheres, o que alguns loucos consideram como relação homossexual, quando, na verdade, era um sentimento que só o verdadeiro amigo conhece.

Ciente de ter sido ungido, por intermédio de Samuel, rei sobre Israel por ordem de Deus, Davi consultou o Senhor acerca do que fazer. Em qualquer situação, nunca tome a decisão aparentemente mais indicada. Entenda: como servo, você nunca deve tomar posse de uma herança apressadamente. O Altíssimo o dirigirá, mas, para isso, é necessário abrir o coração para o Senhor e esperar a direção dEle.

Davi já tinha sido ungido pelo Todo-Poderoso, mas chegara a hora? Ele deveria subir para onde? Foram as perguntas dele, as quais Deus não deixou de responder. Aquele que se apressa e faz o que acha melhor conclui mais tarde não ter agido corretamente. O Pai reserva para Si o direito de nos guiar em tudo, abrir as portas que jamais serão fechadas e fechar aquelas que nos causariam prejuízos. Fique atento e sempre à disposição do Onisciente.

A resposta foi positiva, mas curta, pois Deus sabia que o Seu escolhido era sábio, e é isso que o Pai celeste espera de cada um de Seus filhos, a ponto de Se alegrar quando agem com sabedoria. O Senhor lhe disse que subisse. A partir dessa ordem, Davi sabia que se aproximava o momento de ser o pastor do seu povo. Contudo, quem guerreava as guerras do Onipotente tinha mais uma pergunta a fazer.

Não importava onde ele começaria sua luta pelo trono de Israel, desde que fosse por meio da direção divina. Então, perguntou: Para onde subirei? Mesmo que você tenha ouvido do Altíssimo sobre algo a cumprir, pergunte a Ele por onde começar. Quando o Senhor dá a direção, Ele já sai à nossa frente, abre os caminhos e nos conduz ao sucesso. Batalhar sem rumo é como sair sem Deus, e isso não é bom. 

Ao ouvir do Senhor que tinha de subir para Hebrom, o jovem guerreiro para lá se dirigiu. Dentro do seu coração, a obra estava feita; precisava tão somente colocar as plantas dos seus pés para se apossar do reino. Não deveria se apressar nem vacilar.

Em Cristo, com amor,



R. R. Soares

sexta-feira, 24 de junho de 2016

Versículo do Dia

Versículo do Dia


Ó Senhor, fortaleza minha, e força minha, e refúgio meu no dia da angústia; a ti virão os gentios desde os fins da terra, e dirão: Nossos pais herdaram só mentiras, e vaidade, em que não havia proveito.
Jeremias 16:19


PÃO DIÁRIO - 24/06/2016 - Sorria!

Sorria!

O Senhor faça resplandecer o rosto sobre ti e tenha misericórdia de ti. —Números 6:25


Um estudo recente que li concluiu que sorrir pode ser bom para a saúde. As pesquisas demonstram que sorrir desacelera o coração e reduz o estresse.
Mas sorrir não é apenas bom para você; um sorriso genuíno também abençoa aqueles que o recebem. Sem dizer uma palavra, pode comunicar a outros que você gosta e se agrada deles. Um sorriso pode abraçar alguém com amor sem que a pessoa seja tocada.
A vida nem sempre nos dá razões para sorrir. Mas quando vemos um sorriso sincero no rosto de uma criança ou em um rosto com rugas da idade, nossos corações são encorajados.
Os sorrisos são também uma alusão à imagem de Deus em nós. Na antiga bênção registrada no livro de Números, temos um indicador de que Deus “sorri”: “…o Senhor faça resplandecer o rosto sobre ti e tenha misericórdia de ti; o Senhor sobre ti levante o rosto e te dê a paz” (Números 6:25,26). Estas palavras são a expressão hebraica para o favor de Deus na vida de uma pessoa, pedindo que Deus sorria para Seus filhos.
Portanto hoje, lembre-se de que você é amado por Deus e de que Ele se agrada de ser atencioso e de resplandecer Sua face sobre você.
— Joe Stowell

Leia: Números 6:22-27 

Examine: A Bíblia em um ano: Neemias 10-11;Atos 4:1-22

Considere: Seu sorriso pode ser uma mensagem de ânimo enviada por Deus a uma alma necessitada.



Ministério Pão Diário - Nosso site é: http://paodiario.org/

e nossa página no Facebook: Facebook.com/paodiariooficial

BOM EXEMPLO A SER SEGUIDO





E, no terceiro ano do seu reinado, enviou ele os seus príncipes, a Ben-Hail, e a Obadias, e a Zacarias, e a Natanael, e a Micaías, para ensinarem nas cidades de Judá.  2 Crônicas 17.7

Josafá tinha ciência do que havia sucedido com o seu bisavô, Roboão, o qual não se preparou para servir ao Senhor e, por isso, foi um péssimo rei (em seus dias, houve a revolta de Jeroboão, que separou 10 das 12 tribos do reino de Davi). Por saber o resultado da atitude dos revoltosos – os quais, sem a direção de Deus, entregaram-se ao demônio –, Josafá enviou os seus príncipes para ensinar a Verdade ao povo.

Ao mandar os experimentados para doutrinar o povo na vontade de Deus, Josafá deu um passo certo, e isso agradou ao Senhor. Eles levaram o livro da Lei, pois não dá para desprezar o que está escrito na Palavra e ter sucesso. Muitos levitas acompanharam os príncipes, e isso ocasionou um verdadeiro avivamento em Judá. A resposta celestial para essa obra veio logo em seguida.

Deus abençoou Josafá de tal maneira, que todos os reinos não o provocavam nem guerreavam contra ele. Ao contrário, alguns filisteus, além de pagarem tributos ao rei, levavam-lhe presentes. O despertamento espiritual em Judá fez com que os inimigos estivessem em paz com ele e os tributários tivessem alegria em tê-lo como governante. O Senhor faz coisas inacreditáveis pelos Seus filhos.

Os arábios, por sua vez, se sentiam tão bem que lhe davam gado miúdo: sete mil e setecentos carneiros e sete mil e setecentos bodes (v. 11). O resultado disso fez o rei se engrandecer ao extremo (v. 12). Se os filhos de Deus aprendessem a servir ao Altíssimo, em pouco tempo, um verdadeiro avivamento vindo do Onisciente romperia no meio deles; então, eles se engrandeceriam extremamente. O Senhor não quer os Seus vivendo em escassez ou com problemas.

Como seria bom se Deus fosse o Senhor de todas as nações. Ao invés de guerra, teriam paz; em lugar da miséria, teriam prosperidade. Além disso, os abusos de crianças e das demais pessoas dariam lugar a um crescimento lindo e santo dos pequeninos em inocência; assim, as famílias viveriam bem. Não seria o Céu na Terra? É exatamente isso que o Pai quer que aconteça; para tanto, Jesus sofreu os nossos pecados e as nossas dores. Aleluia!

Comece por você a libertação da sua família, aprendendo e cumprindo os mandamentos do Altíssimo. Então, será amado pelo Pai e pelo Filho e, dessa forma, outros seguirão o seu exemplo. A mudança que gostaríamos de ver nas pessoas tem de começar em nós, porque o Senhor não pode usar vasos sujos ou contaminados pelo pecado. Prepare-se, hoje, para que Ele faça maravilhas na sua vida amanhã.

Onde já se viu os eternos inimigos do povo de Deus enviando presentes junto com o dinheiro do tributo? Se os arábios enviaram carneiros e bodes para que o povo escolhido fizesse festa, não dá nem para imaginar o que o Todo-Poderoso fará em sua vida, caso se mantenha fiel.

Em Cristo, com amor,



R. R. Soares

quinta-feira, 23 de junho de 2016

Versículo do Dia

Versículo do Dia


E Simão Pedro estava ali, e aquentava-se. Disseram-lhe, pois: Não és também tu um dos seus discípulos? Ele negou, e disse: Não sou.
E um dos servos do sumo sacerdote, parente daquele a quem Pedro cortara a orelha, disse: Não te vi eu no horto com ele?
E Pedro negou outra vez, e logo o galo cantou.
João 18:25-27

PÃO DIÁRIO- 23/06/2016 - Os filhos do mundo


Os filhos do mundo

A religião pura e sem mácula, para com o nosso Deus e Pai, é esta: visitar os órfãos e as viúvas nas suas tribulações… —Tiago 1:27


Depois que um grupo de estudantes do Ensino Médio visitou um orfanato durante uma viagem missionária, um estudante ficou claramente chateado. Quando lhe perguntaram o motivo, ele disse que se lembrou de como era a sua situação dez anos antes.
Este jovem vivera num orfanato em outro país. Ele disse que se recordava de pessoas que o vinham visitar e visitavam seus amigos — assim como estes estudantes fizeram — e depois iam embora. Ocasionalmente, alguém voltava e adotava uma criança. Mas todas as vezes que ele era deixado para trás, pensava: o que há de errado comigo?
Quando os adolescentes visitaram o orfanato — e depois foram embora — aqueles antigos sentimentos voltaram a ele. Por esse motivo os outros no grupo oraram por ele — e agradeceram a Deus porque um dia uma mulher (sua nova mãe) apareceu e o escolheu como seu filho. Foi uma comemoração de um ato de amor que deu esperança a um menino.
Por todo o mundo, há crianças que precisam saber do amor de Deus por elas (Mateus 18:4,5; Marcos 10:13-16; Tiago 1:27). Claramente nem todos podem adotar ou visitar essas crianças — e realmente não é esperado que o façamos. Mas todos podemos fazer uma coisa: amparar. Encorajar. Ensinar. Orar. Quando amamos as crianças do mundo, honramos o nosso Pai, que nos adotou como parte de Sua família (Gálatas 4:4-7).
— Dave Branon

Leia: Tiago 1:22-2:1 

Examine: A Bíblia em um ano: Neemias 4-6;Atos 2:22-47

Considere: Quanto mais o amor de Cristo cresce em nós, mais ele flui de nós.



Ministério Pão Diário - Nosso site é: http://paodiario.org/
e nossa página no Facebook: Facebook.com/paodiariooficial

DEUS ATENTA PARA OS HUMILDES




  Resultado de imagem para DEUS ATENTA PARA OS HUMILDES



Ainda que o SENHOR é excelso, atenta para o humilde; mas ao soberbo, conhece-o de longe.   Salmo 138.6
  

Muitas pessoas ainda não pararam para examinar a atitude do Senhor em relação aos humildes. Esse versículo diz que Deus presta atenção em quem tem esse predicado. Isso significa que, se eu quiser os olhos do Altíssimo sobre mim, para me ajudar e dar direção e vitória, devo buscar a humildade e fazer dela vestimenta para a minha vida. O contrário também é verdadeiro, mas, como eu quero ser visto por Ele, já sei o que fazer.

A vantagem de ter essa qualidade é grande, porque, segundo a Palavra, a pessoa que a possuir obterá honra. Ora, se almejo a proteção de Deus contra os ataques do império das trevas, devo me submeter à vontade divina. Então, no momento certo, quando eu precisar de resposta à minha oração, serei ajudado. A pior coisa é a pessoa não ser honrada na sua fé – não ter a sua determinação cumprida.

Quando Deus nos concede o título de humildes, nós nos igualamos a Jesus, o qual afirmou possuir essa virtude (Mt 11.29). Ora, se pretendo ser como o Mestre, fazer o que Ele fez e ter o mesmo sucesso obtido por Ele, o único modo é colocar-me diante do Pai e pedir o Seu auxílio. A simplicidade tem de ser a sua principal busca diante do Senhor. Assim, o demônio da infidelidade, da desonestidade e de outros pecados não o visitará.

A ordem era informar à filha de Sião sobre a vinda do seu Rei, humilde e assentado sobre uma jumenta e sobre um jumentinho (Mt 21.5). Veja, o Ser que criou todas as coisas, sabe tudo e nunca deixará de ser Deus veio ao mundo do modo mais lindo possível: sem qualquer imponência. Diante disso, por que vou desejar ser visto de outra maneira já que sou chamado por Ele para fazer a Sua vontade e exercer a autoridade sobre os demônios? Será que não desejo ser honrado?

O maior no Reino dos Céus não é quem grita, ostenta roupas de grifes ou possui muitos bens e faz de si uma propaganda. Na verdade, muitos pensam que são considerados grandes diante de Deus, mas, quando um problema os assalta ou uma doença os corrói, e eles pedem ao Senhor uma solução e essa não vem, percebem que não são especiais. Bom é ser humilde como uma criança para ser o maior no Reino dos Céus (Mt 18.4).

Não deixe a soberba entrar em seu coração, pois com ela vem a afronta, a desonra e as demais obras da carne (Gl 5.19-21). O Altíssimo conhece os arrogantes de longe, embora eles se esforcem para demonstrar a Ele que não são e Lhe agradar. No entanto, há quem pareça estar embriagado, pois, mesmo conhecendo a declaração do salmista, teima em andar de modo contrário à atitude esperada dos filhos de Deus. Por isso, quando ora para ser livre, não encontra resposta alguma.

A Palavra diz que o Senhor depôs os poderosos do trono (Lc 1.52), pois se deixaram levar pelas mentiras do inimigo, não respeitaram o próximo e riram da simplicidade alheia. Por essa razão, o clamor deles só seria atendido caso se convertessem de verdade. Vale a pena ser humilde, amém?

Em Cristo, com amor,



R. R. Soares

quarta-feira, 22 de junho de 2016

Versículo do Dia

Versículo do Dia


A tua malícia te castigará, e as tuas apostasias te repreenderão; sabe, pois, e vê, que mal e quão amargo é deixares ao SENHOR teu Deus, e não teres em ti o meu temor, diz o Senhor DEUS dos Exércitos.
Jeremias 2:19


PÃO DIÁRIO - 22/06/2016 - A luz do cordeiro


A luz do cordeiro

A cidade não precisa nem do sol, nem da lua […] pois a glória de Deus a iluminou, e o Cordeiro é a sua lâmpada. —Apocalipse 21:23


Por inúmeras gerações as pessoas têm olhado para o sol e para a lua esperando que iluminem o dia e a noite. Seja iluminando nosso caminho ou provendo o brilho que doa vida para as safras frutíferas e os nutrientes de que nossos corpos precisam, o sol e a lua são parte da maravilhosa provisão divina de luz. O livro de Gênesis afirma que Deus deu: “…dois grandes luzeiros: o maior para governar o dia, e o menor para governar a noite…” (Gênesis 1:16).
Mas chegará o dia em que Deus proverá um tipo diferente de iluminação. João escreve sobre a eterna cidade celestial: “A cidade não precisa nem do sol, nem da lua, para lhe darem claridade, pois a glória de Deus a iluminou, e o Cordeiro é a sua lâmpada” (Apocalipse 21:23). É muito interessante que a palavra aqui traduzida como “luz” teria sido traduzida mais acuradamente como lâmpada. Cristo em Seu estado glorificado será a lâmpada espiritual que ilumina esse jubiloso novo mundo.
O Senhor Jesus Cristo é “…o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo!” (João 1:29). Ele também é a fonte de iluminação espiritual que faz daqueles que o seguem “…a luz do mundo…” (Mateus 5:14). Mas na eternidade Ele será a Lâmpada que ilumina nosso caminho (Apocalipse 21:23). Que emoção será um dia viver na luz do Cordeiro!
— Dennis Fisher


Leia: Apocalipse 21:14-27 

Examine: A Bíblia em um ano: Neemias 7-9;Atos 3

Considere: Aquele que é a Luz do mundo jamais se apaga.




Ministério Pão Diário - Nosso site é: http://paodiario.org/
e nossa página no Facebook: Facebook.com/paodiariooficial

USE DA BENEFICÊNCIA




Resultado de imagem para um homem de Deus é que ele jamais se esquece dos amigos.



E disse Davi: Há ainda alguém que ficasse da casa de Saul, para que lhe faça bem por amor de Jônatas?  2 Samuel 9.1
  

Uma das características de um homem de Deus é que ele jamais se esquece dos amigos. Coroado rei de Israel, Davi sentiu que devia fazer justiça a quem arriscou a própria vida para ajudá-lo – no caso, Jônatas, o filho de Saul. Jônatas seria o herdeiro do trono pela ordem natural, mas, por causa da loucura de seu pai, Deus escolheu o oitavo filho de Jessé para ser pastor dos filhos de Jacó. O Altíssimo operou para que o reino fosse entregue ao varão segundo o Seu coração (At 13.22).

Não sabemos por que Deus coloca tantas pessoas boas para nos apoiar. Porém, muitas vezes, quando galgamos uma boa posição, não nos lembramos daquele que orou por nós e chorou diante do Senhor, para Ele nos livrar das armadilhas do inimigo. Às vezes, as pessoas que nos fizeram bem se encontram necessitadas, mas não levantamos um dedo sequer para socorrê-las. Misericórdia!

Para tudo na vida, é imprescindível temer o Todo-Poderoso e viver em Sua presença, pois, de outro modo, jamais conseguiremos agradar-Lhe. Quem não se lembra de abençoar aqueles que o auxiliaram está pagando o bem com o mal, e isso não é bom (Sl 7.3-5). Afinal, esse não é o modo de um filho de Deus agir. A pessoa que o conduziu a Cristo, insistindo para que você a acompanhasse ao culto, deve ter um lugar especial em sua vida. O que você tem a dizer sobre isso?

Muitas vezes, o pastor passa por dificuldades para manter sua casa, mas não abandona o posto. Mais tarde, quando você prospera, não se lembra desse líder, que é o anjo da igreja onde você é alimentado, nem dos filhos dele. Alguns até condenam a família daquele que se dedica para levantá-los, derramando-se diante de Deus, para serem libertos do espírito mau.

Davi sentiu o toque divino, mas não se lembrava de alguém da casa de Saul a quem pudesse amparar. Apesar de um filho do antigo rei ter se apossado do reino e administrado por sete anos e meio todo o Israel, enquanto Davi só reinava em Hebrom, o belemita quis saber se algum membro da família de Saul precisava de assistência. Quem tem esse espírito agrada a Deus e, por isso, é aceito como alguém segundo o Seu coração. Os servos do Altíssimo não são maus!

Logo lhe falaram do filho de Jônatas, Mefibosete, o qual ficara aleijado ao cair durante uma fuga quando era bem pequeno (2 Sm 4.4). Davi ordenou que o chamassem e lhe restituíssem as terras da família de Saul. A partir daquele dia, o rapaz comeria da mesa do rei, ao seu lado (2 Sm 9.6,7). Que generosa atitude! Os meus olhos enchem-se de lágrimas por tamanho amor.

Procure saber se os seus descendentes ou amigos estão passando por alguma dificuldade e os socorra. Os que agem assim agradam ao Senhor e alcançam uma posição inigualável na presença do Pai. Jamais deixe de atender aos toques do Santo Espírito, pois, sem dúvida, você se tornará alguém segundo o coração de Deus. Diga sim a Ele! 

Em Cristo, com amor,



R. R. Soares

terça-feira, 21 de junho de 2016

Versículo do Dia


Versículo do Dia


Se alguém quiser fazer a vontade dele, pela mesma doutrina conhecerá se ela é de Deus, ou se eu falo de mim mesmo.
João 7:17

PÃO DIÁRIO - 21/06/2016 - Santo, Santo, Santo


Santo, Santo, Santo

…Santo, Santo, Santo é o Senhor Deus, Todo-Poderoso, aquele que era, que é e que há de vir. —Apocalipse 4:8


“O tempo voa quando você se diverte.” Este clichê não se baseia em fatos, mas o dia a dia o faz parecer verdade. Quando a vida é prazerosa, o tempo passa muito rápido. Dê-me uma tarefa que aprecio ou uma pessoa de quem amo a companhia, e o tempo parece não importar.
Minha experiência com esta realidade me deu um novo entendimento do cenário descrito no livro de Apocalipse 4. No passado, quando ponderei sobre os quatro seres viventes, assentados ao redor do trono de Deus, que continuamente repetiam as mesmas poucas palavras, pensei: Que existência maçante!
Não penso mais assim. Penso nas cenas que eles testemunharam com seus muitos olhos (v.8). Reflito sobre a visão que eles têm a partir da sua posição ao redor do trono de Deus (v.6). Medito em quão maravilhados eles estão com o envolvimento sábio e amoroso de Deus com terráqueos desobedientes. Em seguida, penso: Poderia existir reação melhor? O que mais há para dizer senão, “Santo, Santo, Santo”? É maçante dizer as mesmas palavras repetidas vezes? Não quando você está na presença de alguém que você ama. Não quando você está fazendo exatamente o que você foi designado para fazer.
Como os quatro seres viventes, fomos planejados para glorificar a Deus. Nossa vida jamais será maçante se convergirmos nossa atenção nele e cumprirmos esse propósito.
— Julie Ackerman Link

Leia: Apocalipse 4 

Examine: A Bíblia em um ano: Neemias 1-3;Atos 2:1-21

Considere: Um coração em sintonia com Deus não pode deixar de entoar louvores a Ele.




Ministério Pão Diário - Nosso site é: http://paodiario.org/
e nossa página no Facebook: Facebook.com/paodiariooficial

NOMEAÇÕES PROIBIDAS

Resultado de imagem para Fuja dos maus conselheiros, pois servem ao diabo!


Mas a prostituição e toda impureza ou avareza nem ainda se nomeiem entre vós, como convém a santos.  Efésios 5.3
  

A prostituição avança como algo que dá satisfação ao homem e, por isso, tem sido bem-vinda às pessoas sem o temor de Deus. Embora discretamente, nos dias atuais, até os setores mais radicais da sociedade e da religião têm dado seu aval a essa prática pecaminosa. Com isso, o diabo tem feito do relacionamento de um homem com uma mulher no casamento, o qual é santo, motivo de queda para muitos. Misericórdia!

A beleza do amor é incontestável. Esse dom foi criado por Deus como algo puro e prazeroso, mas o demônio tenta fazer os propósitos divinos serem apagados. Diante disso, no lugar desse amor puro, surge a figura de um pai condescendente com os filhos ou, quem sabe, de um líder religioso que, reservadamente, aprova a prostituição. No entanto, o Senhor tem razão em condenar os praticantes dela e quem a aprova também.

Tudo o que corrompe a criação de Deus deve ser expulso do coração de quem não quer cair nas garras do império das trevas. Aquele que não respeita as proibições das Escrituras se desliga do Altíssimo e torna-se um agente do inimigo (1 Ts 4.7,8). Entretanto, a ira divina atingirá os que não permanecerem no propósito original do Senhor e O desafiarem com atos em louvor a Satanás.

A impureza diz respeito ao desregramento dominante no mundo, onde praticamente tudo é permitido. Isso tem acabado com a pureza e o instituto da família. Por causa disso, dentro do quarto do casal permissivo, pratica-se o mesmo que os perdidos fazem nos lugares mais baixos da sociedade. Porém, a Palavra declara que digno de toda honra é o leito sem mácula – o próprio ato conjugal sem vícios (Hb 13.4).

A avareza não está restrita a bens materiais, os quais alguns não abrem mão de possuir, mesmo que seja preciso vender a alma ao diabo. Ela se refere também aos desejos desenfreados presentes em tantas pessoas. Muitas, ao verem alguém, enchem-se de desejo de se relacionar com ele. Esse é o cativeiro do qual elas precisam ser libertas o quanto antes.

Por vezes, até no altar do Senhor, tais temas têm sido tratados com um sorriso sarcástico, e não faltam segundas intenções nas palavras. Com essa atitude, o que é santo em sua essência é desmoralizado. Essas “aberturas” dão chance para o inimigo plantar nos fracos de mente, fé e caráter o desejo de experimentar o que é proibido e, como consequência, vêm a dor e a tristeza. Fuja dos maus conselheiros, pois servem ao diabo!

Essas coisas sequer deveriam ser nomeadas em nosso meio, ainda que às escondidas. A ordem é fugir (1 Co 6.18). Perceba: Eva foi enganada ao se aproximar do fruto proibido e, assim, foi contaminada pelo maligno. Ela viu que o fruto era bom para se comer, agradável aos olhos e desejável para dar entendimento, porém foi a sua perdição. Na verdade, ela fez a vontade do diabo, e, se você não tomar cuidado, também a fará.

Em Cristo, com amor,




R. R. Soares

segunda-feira, 20 de junho de 2016

Versículo do Dia

Versículo do Dia


Assim diz o Senhor, o teu Redentor, o Santo de Israel: Eu sou o Senhor teu Deus, que te ensina o que é útil, e te guia pelo caminho em que deves andar.
Isaías 48:17

PÃO DIÁRIO - 20/06/2016 - Firme como uma rocha

Firme como uma rocha

Os olhos do Senhor repousam sobre os justos, e os seus ouvidos estão abertos ao seu clamor. —Salmo 34:15


Foi um dia triste em maio de 2003 quando “O velho homem da montanha” partiu-se e despencou da encosta da montanha. O contorno de 12 metros do rosto de um velho homem, entalhado pela natureza nas Montanhas Brancas de New Hampshire, foi por muito tempo uma atração para turistas, uma presença sólida para os residentes e o emblema oficial do estado. Nathaniel Hawthorne escreveu sobre ele em seu conto O grande rosto de pedra.
Alguns residentes próximos ficaram devastados quando O velho homem desmoronou. Uma mulher disse: “Cresci pensando que alguém estava ali zelando por mim. Sinto-me menos protegida agora.”
Há momentos em que a presença de alguém em quem podemos depender desaparece. Algo ou alguém que tinha nossa confiança deixa de existir e nossa vida fica abalada. Talvez seja a perda de um ente querido, de um emprego ou da saúde. A perda nos faz sentir desequilibrados, instáveis. Podemos inclusive pensar que Deus já não está mais nos guardando.
Mas “Os olhos do Senhor repousam sobre os justos, e os seus ouvidos estão abertos ao seu clamor” (Salmo 34:15). Ele está perto “…dos que têm o coração quebrantado…” (v.18). Ele é a Rocha cuja presença podemos sempre depender (Deuteronômio 32:4).
A presença de Deus é verdadeira. Ele zela por nós continuamente. Ele é firme como uma rocha.
— Anne Cetas


Leia: Salmo 34:15-22 

Examine: A Bíblia em um ano: Esdras 9-10;Atos 1

Considere: A pergunta não é “onde está Deus?”, mas “onde Ele não está?”



Ministério Pão Diário - Nosso site é: http://paodiario.org/

e nossa página no Facebook: Facebook.com/paodiariooficial

Um clamor pela intervenção de Deus

Resultado de imagem para Um clamor pela intervenção de Deus pelo Brasil

“Já é tempo, Senhor, para intervires, pois a tua lei está sendo violada” (Sl 119.126).

O salmista, olha ao seu redor e vê sua nação mergulhada numa grande crise. Essa crise é resultado da apostasia religiosa e do colapso moral. A lei de Deus, reguladora da fé e conduta, estava sendo violada. Ainda hoje, essa crise permanece. A lei de Deus está sendo escarnecida. Os dez mandamentos estão sendo desprezados como coisa de nenhum valor. Por isso, também, devemos clamar por uma intervenção de Deus. Vejamos em que sentido a lei de Deus está sendo violada:

Em primeiro lugar, o único Deus está sendo substituído por outros deuses. 
O primeiro mandamento estabelece que há um só Deus. 
Os deuses dos povos foram criados pelo homem, mas o Deus verdadeiro é o criador, provedor e salvador do seu povo. Nele devemos colocar nossa confiança. Fora dele não há salvação.

Em segundo lugar, o culto espiritual está sendo corrompido pela idolatria. 
O segundo mandamento mostra que o único Deus vivo e verdadeiro deve ser adorado da maneira que ele mesmo prescreve em sua palavra. Portanto, toda  forma de idolatria é uma deturpação do culto. Deus não busca adoração, mas adoradores que o adorem em espírito e em verdade.

Em terceiro lugar, o nome de Deus tem sido desonrado pela falta de reverência.
 O terceiro mandamento revela que o nome de Deus deve ser santificado. Tomar seu nome em vão é desonrar a Deus, ulrajar sua glória e ofender sua santidade. Palavras imorais, piadas indecorosas e expressões desprovidas de reverência com o santo nome de Deus é uma ofensa ao Altíssimo.

Em quarto lugar, o dia do Senhor tem sido desprezado pela secularização. 
A sociedade está cada vez mais secularizada. Os homens esquecem-se de Deus, buscam seus próprios interesses e fazem isso, inclusive, no dia que Deus reservou para o seu povo adorá-lo. A guarda do dia do Senhor nos foi dada para nosso deleite em Deus e o nosso descanso das lides da vida.

Em quinto lugar, os pais têm sido desonrado pelos filhos em nossa geração.  
Honrar pai e mãe é o caminho da longevidade e da prosperidade. Honrar pai e mãe é um gesto que agrada a Deus, fortalece a família e abençoa a sociedade.

Em sexto lugar, a vida humana está sendo banalizada. 
O sexto mandamento trata da sacralidade da vida. Só Deus tem poder para dar a vida e autoridade para tirá-la. Somos guardiões do próximo e não seus flageladores. Não  podemos tirar do próximo o seu bem maior, a própria vida.

Em sétimo lugar, a honra do próximo está sendo aviltada.
 Os valores morais estão de ponta-cabeça nessa sociedade hedonista e imoral. O aviltamento do sexo, o incentivo ao adultério e a promiscuidade dos costumes aproxima nossa geração de Sodoma e Gomorra.

Em oitavo lugar, a honestidade no trato com dinheiro está em franco declínio. 
Depois que a lei de Deus tratou do respeito à vida e à honra do próximo, o oitavo mandamento lida com o respeito aos bens do próximo. Em vez de roubar, o homem deve trabalhar. Em vez de usar de espertezas para saquear o alheio, o homem deve socorrer os necessitados.

Em nono lugar, o nome do próximo tem sido enlameado pela maledicência. 
O nono mandamento lida com a honra ao nome do próximo. Em vez de falar mal, devemos considerar uns aos outros em honra.  Em vez de desmerecer o próximo com calúnias mordazes, devemos abençoá-lo com atitudes nobres.

Em décimo lugar, desejar ilicitamente o que é do próximo é fazer do coração um laboratório de crimes.
 O décimo mandamento é o único do decálogo que é subjetivo. Deus considera não apenas nossas ações, mas, também, nossas motivações. Ele vê não apenas nossos atos, mas, também, perscruta nossas motivações. Em face do exposto, devemos também clamar: “Já é tempo, Senhor, para intervires, pois a tua lei está sendo violada”.



Por Rev. Hernandes Dias Lopes

domingo, 19 de junho de 2016

Versículo do Dia




Versículo do Dia


Em quem temos a redenção pelo seu sangue, a remissão das ofensas, segundo as riquezas da sua graça,
Efésios 1:7

PÃO DIÁRIO - 19/06/2016 - Mantenha a calma

     
Mantenha a calma

… Nós somos servos do Deus dos céus e da terra… —Esdras 5:11


“Mantenha a calma e ligue para mamãe.” “Mantenha a calma e alimente-se.” “Mantenha a calma e ponha a chaleira no fogo.” Estas palavras derivam da frase: “Mantenha a calma e siga em frente.” Esta mensagem apareceu pela primeira vez na Grã-Bretanha quando a Segunda Guerra Mundial começou em 1939. Os oficiais britânicos imprimiam a frase em pôsteres projetados para combater o pânico e o desânimo durante a guerra.
Tendo voltado à terra de Israel após um tempo de cativeiro, os israelitas precisaram vencer seus medos e a interferência inimiga ao começarem a reconstruir o templo (Esdras 3:3). Quando terminaram a fundação, seus oponentes “alugaram contra eles conselheiros para frustrarem o seu plano…” (4:5). Os inimigos de Israel também escreveram cartas acusadoras aos oficiais do governo e tiveram sucesso no atraso do projeto (vv.6,24). Apesar disto, o rei Dario eventualmente emitiu um decreto que permitia ao povo concluir o templo (6:12-14).
Quando estamos comprometidos com a obra de Deus e encontramos reveses, podemos continuar calmamente porque, assim como os israelitas, “…Nós somos servos do Deus dos céus e da terra…” (5:11). Os obstáculos e atrasos podem nos desencorajar, mas podemos descansar na promessa de Jesus: “…edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela” (Mateus 16:18). É o poder de Deus que capacita a Sua obra e não o nosso.
— Jennifer Benson Schuldt

Leia: Esdras 5:7-17

Examine: A Bíblia em um ano: Esdras 3-5;João 20

Considere: O Espírito de Deus concede poder ao nosso testemunho.



Ministério Pão Diário - Nosso site é: http://paodiario.org/
e nossa página no Facebook: Facebook.com/paodiariooficial

Cuide da vida do seu próximo

Resultado de imagem para mata-se o próximo quando se alimenta ódio por ele.

“Não matarás” (Ex 20.13)

O Decálogo é o código de ética que deve reger a sociedade. Sobretudo, nós, povo de Deus, temos o compromisso de observar esse preceito divino. Depois de falar de nosso compromisso com Deus, a ênfase recai, agora, em nosso relacionamento com o próximo. E dentre os compromissos que temos com o próximo, o primeiro deles é respeitar sua vida e preservá-la. A vida é um dom de Deus e somente Deus tem autoridade para dar a vida e direito de tirar a vida. Ceifar a vida do próximo é uma quebra do sexto mandamento. Portanto, em vez de destruir o próximo, precisamos cuidar dele. Somos guardiões do próximo e não homicidas.

De que maneira, uma pessoa pode matar a outra? Não apenas quando se insurge contra ela para tirar-lhe a vida, mas, também, atentando contra seu nome e sua honra. Destacaremos, aqui, três pontos:

Em primeiro lugar, mata-se o próximo quando se alimenta ódio por ele.

 A Escritura diz: “Todo aquele que odeia a seu irmão é assassino…” (1Jo 3.15). O ódio é um sentimento avassalador e destruir contra o próximo que se aninha no coração. Esse sentimento é hostil e se alimenta de um perverso desejo de que seu desafeto seja destruído. O ódio é o prelúdio do assassinato. É a motivação que leva o homicida a tirar a vida do próximo. Mesmo que esse sentimento fique sob o manto do anonimato, e mesmo que, aquele que o alimenta jamais consuma o seu desejo, aos olhos de Deus, que vê o coração e conhece as motivações, aquele que odeia a seu irmão é assassino. Deus julga não apenas o ato, mas, também, sua intenção. Julga não apenas a ação, mas, também, a motivação. O ódio destrói tanto aquele que o nutre como aquele a quem é endereçado. O ódio é duplamente mortal.

Em segundo lugar, mata-se o próximo quando se fala mal dele. 

A palavra de Deus afirma: “A morte e a vida estão no poder da língua; o que bem a utiliza come do seu fruto” (Pv 18.21). A língua é como uma espada afiada que fere a honra, destrói o nome e mata a reputação das pessoas. Podemos ser um bálsamo de vida para o nosso próximo ou um agente de morte, dependendo da maneira como lidamos com a nossa língua. A língua é como um veneno letal e como uma fagulha que incendeia uma floresta. A maledicência é uma arma destruidora que produz imensa devastação. Por isso, o pecado que Deus mais abomina é semear contenda entre os irmãos. Falar mal dos irmãos é transgredir a lei. Ferir os irmãos com a língua é matar sua honra e conspirar contra sua reputação. Matar o nome de uma pessoa é um assassinato moral.

Em terceiro lugar, mata-se o próximo quando se tira a vida dele. 

O mandamento da lei de Deus é categórico e insofismável: “Não matarás” (Ex 20.13). Matar o próximo é tirar sua vida em vez de protegê-la. É ser algoz em vez de ser guardião. É tirar do outro o que não se pode devolver a ele. É usurpar do próximo seu bem mais precioso, a própria vida. O assassinato é a ação máxima contra o próximo. É a consumação do ódio. É a rebelião contra Deus, o autor da vida e, a usurpação do direito exclusivo de Deus de dar e tirar a vida. Os homicidas são transgressores da lei. Eles não têm a vida eterna permanente em si. Eles não herdam o reino de Deus. A menos que se arrependam, jamais poderão ser salvos. Como você tem lidado com o sexto mandamento da lei de Deus? Você tem cuidado do seu próximo ou tem atentado contra ele? Você é um protetor ou em algoz?



Por Rev. Hernandes Dias Lopes