terça-feira, 1 de setembro de 2015

Versículo do Dia


Versículo do Dia


Declarou-lhes Jesus: "Digo-lhes a verdade: Não foi Moisés quem lhes deu pão do céu, mas é meu Pai quem lhes dá o verdadeiro pão do céu.
João 6:32

PÃO DIÁRIO - 01/09/2015 - Riscos e resgate


Riscos e resgate

Saudai Priscila e Áquila, […] os quais pela minha vida arriscaram a sua própria cabeça. —Romanos 16:3-4


Grace Darling, a filha do zelador de um farol, viu um naufrágio e os sobreviventes perto da praia, no dia 7 de setembro de 1838. Ela e seu pai, juntos, corajosamente remaram seu barco por 1,60 km em águas agitadas para resgatar muitas pessoas. Grace se tornou uma lenda por seu coração compassivo e mão firme ao arriscar sua vida para salvar outros.
O apóstolo Paulo nos fala de outro homem e mulher que correram riscos para resgatar outros. Ele escreveu sobre Priscila e Áquila, seus colaboradores em Cristo, que “…arriscaram a sua própria cabeça; e isto lhes agradeço, não somente eu, mas também todas as igrejas dos gentios” (Romanos 16:4).
Não nos é dito exatamente a que “riscos” Paulo se referia, mas sabendo que espancamentos, aprisionamento, naufrágios e ameaças de morte eram tão comuns no ministério dele, não é tão difícil imaginar como este casal poderia ter se colocado em caminhos perigosos para ajudar o seu amigo. À primeira vista, o resgate de Paulo era mais importante para eles do que a sua própria segurança.
Resgatar os outros — seja do perigo físico ou espiritual — geralmente vem com um risco. Mas quando corremos o risco por alcançar aos outros, refletimos o coração do nosso Salvador que desistiu de muito por nós.
— Dennis Fisher

Leia: Romanos 16:1-7

Examine: A Bíblia em um ano: Salmos 129-131;1 Coríntios 11:1-16

Considere: Se você já tiver sido resgatado, terá o desejo de resgatar os outros.

A RECOMPENSA DA OBEDIÊNCIA


Resultado de imagem para a recompensa da obediencia

E estive contigo por toda parte por onde foste, e de diante de ti exterminei todos os teus inimigos, e te fiz um nome como o nome dos grandes que estão na terra.1 Crônicas 17.8

O rei Davi tinha sentido o desejo de construir o templo – uma casa para o Senhor –, mas não obteve permissão divina para isso. No entanto, Deus o confortou, fazendo essa linda revelação, na qual explica por que ele jamais fora capturado ou ferido por seus inimigos nas batalhas. Nunca trabalhe na obra por motivos pessoais; se o Altíssimo o chamou, Ele o guiará. No final, você verá que foi maravilhoso o que lhe foi feito.

Esta mensagem é um recado de Deus para aqueles que querem segui-Lo, pois os leva a entender que não devem temer a perseguição. A qualquer momento que buscarem direção, esta lhes será dada. Além disso, basta que clamem ao Senhor caso estejam em perigo. Sem dúvida, podemos fazer muito mais do que temos conseguido se O deixarmos nos usar. Portanto, nunca permita que o medo tome conta do seu coração.

Não importa para onde o Todo-Poderoso o enviará nem o que acontecerá nesse local. Se você for obediente, Ele lutará ao seu lado, abrindo-lhe portas e conduzindo-o ao sucesso. Seja qual for o campo de perseguição – pessoal, social, política, financeira etc. –, Deus batalhará com você. Ele sabe por que o salga com fogo (Mc 9.49): para que possa lhe confiar obras maiores.

Os demônios que se levantarem contra você serão jogados por terra tão logo ousem atacá-lo. Assim, você não terá de se dobrar ante nenhum deles, apenas se preparar para receber o prêmio da vitória. Do mesmo modo que Deus cumpriu as promessas feitas a Josué, a Davi e tantos outros servos, cumprirá as que forem feitas com todo aquele que for chamado para ser pastor do povo dEle. Então, por que temer?

Jamais se deixe vencer pelo espírito do medo enviado para derrotá-lo; tão somente tenha as vestes limpas e esteja sob a direção do Senhor, sem contradizer os mandamentos bíblicos. Ainda que seja preciso lutar pessoalmente em seu favor, como ocorreu com Sadraque, Mesaque e Abede-Nego na Babilônia, Ele não Se furtará em ajudá-lo (Dn 3). Deus já está à sua frente para guardá-lo e usá-lo.

O Senhor extermina o inimigo no calor da batalha, diante de você. Por isso, não fique escondido em casa, orando para que isso seja feito; vá e enfrente o mal que o ameaça. Mesmo que a força do adversário seja maior do que a sua, ela jamais será páreo para Deus, que a aniquilará, fazendo com que caia e zere diante da sua presença. O que o Altíssimo preparou para você é muito grande.

Por fim, Deus promete fazer o seu nome grande como o dos grandes que estão na Terra. Ora, o que Ele realizou por Davi há de fazer por todos aqueles que, à feitura do rei, Lhe servem fielmente. A sua oportunidade de se realizar em todos os sentidos é maior do que você jamais imaginou. Basta ser um fiel guerreiro do Senhor.

Em Cristo, com amor,



R. R. Soares

segunda-feira, 31 de agosto de 2015

Versículo do Dia

Versículo do Dia


O Senhor desnudará seu santo braço à vista de todas as nações, e todos os confins da terra verão a salvação de nosso Deus.
Isaías 52:10

PÃO DIÁRIO - 31/08/2015 - Preocupação


Preocupação

Novo mandamento vos dou: que vos ameis uns aos outros… —João 13:34


Há algum tempo, escrevi um artigo sobre minha esposa Marlene e suas lutas com a vertigem. Quando foi publicado, eu não estava preparado para a forte onda de respostas de leitores oferecendo encorajamento, ajuda, sugestões, e principalmente demonstrando preocupação com o bem-estar dela. Estas mensagens vieram de todo o mundo, de pessoas de todos os tipos. Expressões de preocupação afetuosa por minha esposa, derramadas ao ponto de não conseguirmos nem começar a responder todas. Foi impressionante, da melhor maneira possível, ver o corpo de Cristo reagir à luta de Marlene. Ficamos e permanecemos profundamente agradecidos.
Em essência, é assim que o corpo de Cristo deve funcionar. A preocupação afetuosa por nossos irmãos e irmãs em Cristo torna-se a evidência de que experimentamos o Seu amor. Quando se dirigiu aos discípulos na Última Ceia, Jesus disse: “Novo mandamento vos dou: que vos ameis uns aos outros; assim como eu vos amei, que também vos ameis uns aos outros. Nisto conhecerão todos que sois meus discípulos…” (João 13:34-35).
Marlene e eu experimentamos uma amostra do amor e da preocupação de Cristo naquelas cartas que recebemos. Que possamos demonstrar aos outros este tipo de amor com a ajuda do nosso Salvador e como meio de louvá-lo.
— Bill Crowder

Leia: João 13:31-35 

Examine: A Bíblia em um ano: Salmos 126-128;1 Coríntios 10:19-33

Considere: A altura de nosso amor por Deus é indicada pela profundidade de nosso amor uns pelos outros. —Morley

CUMPRINDO O VOTO

Resultado de imagem para CUMPRINDO O VOTO de fidelidade COM DEUS

Pelo que também ao SENHOR eu o entreguei, por todos os dias que viver; pois ao SENHOR foi pedido. E ele adorou ali ao SENHOR.1 Samuel 1.28

Os votos devem ter origem no Senhor. Então, se você aceitar fazer uma parceria com Ele, jamais pense em mudar ou não cumprir o que foi acertado. Deus não terá por inocente a pessoa que se aliançou com Ele voluntariamente. Você não é obrigado a votar o que Pai o inspirou a fazer, mas, ao mesmo tempo, não será boa decisão recusar. Quando Ele nos dirige, algo maravilhoso acontece.

A história do voto de Ana, que resultou no nascimento de Samuel, é pregada e contada em todas as partes, pois é linda e inspiradora. Porém, todos devem observar com cuidado aquilo que sentem de Deus. Tendo entrado em aliança com Ele, jamais podem dizer que não estavam bem certos do que faziam, principalmente, se o Altíssimo já cumpriu a parte dEle. Não deixe o Senhor cobrar algo de você.

Somos advertidos pelo Altíssimo a não sermos tolos e propor alguma coisa a Ele; porém, se o convite vem dEle, não há por que o negarmos. Sem dúvida, o que Deus nos pede redundará em bênçãos para a nossa vida. O Altíssimo não precisa de nada nosso, mas, se nos propõe algo, é para multiplicar aquilo, como fez em Sarepta de Sidom, quando Elias falou em Seu Nome para que a viúva lhe preparasse um bolo (1 Rs 17.13).

A vergonha de Ana acabou com o nascimento de Samuel, mas poderia ter continuado por toda a eternidade, se ela não tivesse feito o que prometeu. Muitas pessoas, em momentos difíceis, fizeram votos e foram atendidas; porém, como o inimigo sempre vem com suas tentações de modo afrontoso, simplesmente, elas não somente deixaram de cumprir sua palavra, como também se justificaram, acusando alguém de tê-las enganado.

Quando o Senhor nos inspira a realizar algo e concordamos, Ele nos insere no Seu plano eterno. Assim, pelos séculos dos séculos, o nosso nome será lembrado como de alguém que fez a vontade divina e, por isso, foi recompensado. Não há quem tenha dado algo a Deus e não tenha recebido mais de volta. Ana manteve sua palavra e, quando o bebê mais precisava dela, levou-o ao templo e o entregou ao sacerdote.

Ela pode ter sentido a falta do seu primogênito, mas nunca voltou para buscá-lo. Jamais queira de volta o que deu a Deus, mas louve-O por lhe ter feito Seu parceiro. O ato dela fez Eli glorificar o Altíssimo e, ao mesmo tempo, cuidar do menino como propriedade de Deus. Respeitar o que oferecemos ao Senhor, ou o que recebemos dEle para ficar sob os nossos cuidados, é sempre uma boa ação. Seja responsável no que Ele o mandou fazer.

Anote bem a proposta feita ao Pai celeste, porque, se não honrá-la, você será achado em falta. Com Deus não se brinca e dEle não se zomba, pois, tudo que semearmos, ceifaremos (Gl 6.7). Cuidado para não deixar alguma paixão assumir o seu coração e, assim, fazê-lo desprezar o Senhor ou magoá-Lo. Seja fiel!

Em Cristo, com amor,



R. R. Soares

domingo, 30 de agosto de 2015

Versículo do Dia


Versículo do Dia

Portanto, irmãos, temos plena confiança para entrar no Santo dos Santos pelo sangue de Jesus,
por um novo e vivo caminho que ele nos abriu por meio do véu, isto é, do seu corpo.
Sendo assim, aproximemo-nos de Deus com um coração sincero e com plena convicção de fé, tendo os corações aspergidos para nos purificar de uma consciência culpada e tendo os nossos corpos lavados com água pura.
Hebreus 10:19-22

PÃO DIÁRIO - 30/08/2015 - Misericórdia


Misericórdia

…o que confia no Senhor, a misericórdia o assistirá. —Salmo 32:10


Era quase impossível não ver o enorme outdoor com o fundo vermelho e enormes letras brancas que gritavam: “Este ano, milhares de homens morrerão de teimosia.” Depois, descobri que o outdoor era um de centenas que tinham como alvo os homens de meia-idade que tipicamente evitam as triagens médicas rotineiras e geralmente morrem de doenças que podem ser prevenidas.
O Salmo 32 lida com a doença espiritual — o pecado, a qual pode ser tratada por meio do reconhecimento honesto e arrependimento. Os primeiros cinco versículos expressam a angústia de esconder a nossa culpa e então celebra a jubilosa libertação de confessar as nossas transgressões a Deus e sermos perdoados.
Este salmo continua nos mostrando que o Senhor anseia que busquemos a Sua ajuda em momentos de dificuldade (vv.6-8) e recebamos a Sua orientação. “Instruir-te-ei e te ensinarei o caminho que deves seguir; e, sob as minhas vistas, te darei conselho” (v.8). Somos impedidos, no entanto, quando, em teimosia, nos recusamos a seguir a Sua direção e nos arrepender de nosso pecado.
A Palavra de Deus nos incita: “Não sejais como o cavalo ou a mula, […] os quais com freios e cabrestos são dominados; de outra sorte não te obedecem” (v.9). Ao invés de nos apegarmos ao nosso pecado, o Senhor nos oferece uma alternativa: quando confessarmos em humildade, Sua misericórdia nos cercará (v.10).
— David C. McCasland


Leia: Salmo 32 

Examine: A Bíblia em um ano: Salmos 120-122;1 Coríntios 9

Considere: O primeiro passo para receber o perdão de Deus é admitir que precisamos dele.

O COMEÇO DE UMA TRAGÉDIA

Resultado de imagem para O COMEÇO DE UMA TRAGÉDIA

E Israel deteve-se em Sitim, e o povo começou a prostituir-se com as filhas dos moabitas. Números 25.1


Balaque, o rei dos moabitas, foi mal para com os seus primos, os israelitas. Em vez de apoiá-los por causa de tudo o que Abraão fizera por eles, ao ajudar seu patriarca, ele alugou um profeta vendilhão, a fim de amaldiçoar o povo de Deus. Porém, o próprio profeta lhe disse que contra Jacó não vale encantamento. Isso nos ensina a ter cuidado com as pessoas que só veem cifrão diante delas, pois, mais cedo ou mais tarde, algo ruim nos causarão.

Os cobiçosos são perigosos, pois, para conseguirem o lucro, podem arquitetar planos que nos causarão prejuízo, como ocorreu em Baal-Peor, em que 24 mil pessoas morreram. Quem se dá à cobiça deixa um demônio entrar em seu coração. Então, seus atos serão danosos. Como alguém põe em risco sua vida e unção para causar dano a um escolhido do Senhor?

Ao partir sem amaldiçoar Israel, Balaão ensinou a Balaque um segredo terrível que deixaria o povo sem a proteção divina. Assim, as moabitas, que tinham pouca convicção moral, convidaram os israelitas para o culto a seus deuses. Essa reunião em nada se distinguia de um bacanal e uma orgia por causa de todas as transgressões ali praticadas. Isso fez o Altíssimo irar-Se contra os Seus.

Moisés, então, por ordem divina, mandou que todos os juízes de Israel enforcassem os responsáveis por causa daquela vergonha que manchara a nação santa (Nm 25.4). Assim, a dor foi muito maior do que o prazer imundo que sentiram. Cuidado! Deus não Se modernizou como alguns pregam. Para Ele, pecado continua sendo pecado, e o salário dele é a morte, a separação eterna de Deus (Rm 6.23).

Cuidado para não se envolver com as moabitas, pois, na arte satânica do erro, elas levam os incautos à loucura. Depois, quando passa a paixão, vem o castigo, o qual será grande. Está escrito que ninguém zomba de Deus (Gl 6.7), mas, infelizmente, há pessoas fracas na fé e sem temor que se dão ao inimigo para afrontar a santidade do Senhor. Ora, o Todo-Poderoso é justo Juiz, e, mais cedo ou tarde, haverá prestação de contas.

Há um Céu para se ganhar, por isso devemos perseverar até o fim, para não nos desclassificarmos. Quando menos esperarmos, seremos chamados à eterna Casa. Se não estivermos usando roupas nupciais imaculadas, a entrada nesse local nos será negada. Fique no que diz a Palavra e não se envolva com os insensatos e os que desprezam a Verdade.

Balaão, em um lapso, deixou-se contaminar pela fascinação do dinheiro, trazendo sobre si maldição. Não faça nada que o impeça de subir com o povo santo na volta de Jesus. Os que não estiverem no grupo dos remidos marcharão para a perdição e não terão outra oportunidade. Misericórdia!

Em Cristo, com amor,




R. R. Soares

sábado, 29 de agosto de 2015

Versículo do Dia

Versículo do Dia


Deus não rejeitou o seu povo, o qual de antemão conheceu. Ou vocês não sabem como Elias clamou a Deus contra Israel, conforme diz a Escritura?
Romanos 11:2

PÃO DIÁRIO - 29/08/2015 - O que está em jogo?


O que está em jogo?

Ouve o conselho e recebe a instrução, para que sejas sábio nos teus dias por vir. —Provérbios 19:20


Arrisco ou não arrisco estaquear? Esta foi a questão com que Marília se deparou quando plantou uma muda no verão passado. O vendedor disse: “Estaqueie por um ano para ter apoio em caso de ventos fortes. Depois remova as estacas para que a muda desenvolva raízes profundas por si só.” Mas um vizinho lhe disse: “Estaquear pode fazer mais mal do que bem. A árvore precisa começar a desenvolver raízes fortes desde já, ou talvez nunca o faça. Em longo prazo, é melhor para o bem da planta, não estaquear.”
Questionamo-nos sobre essa questão também nos relacionamentos. Por exemplo, se alguém se meteu em apuros, nós o resgatamos “apoiando-o”, ou deixamos que essa pessoa desenvolva “raízes fortes” por conta própria, permitindo que enfrente as consequências de suas escolhas? Obviamente, isso depende do que parece ser melhor para a saúde espiritual da pessoa em longo prazo. O que o amor faz e quando o faz? O livro de Provérbios 19 oferece pensamentos opostos: devemos ter “pena” e oferecer ajuda (v.17), contudo há perigos em resgatar o outro porque você pode precisar fazê-lo novamente (v.19). Prover a ajuda correta requer sabedoria além da nossa própria.
Deus não nos deixou sozinhos. Ele nos dará a sabedoria quando lhe pedirmos. E conforme dependemos dele, nossas raízes também se aprofundarão nele.
— Anne Cetas

Leia: Provérbios 19:15-25

Examine: A Bíblia em um ano: Salmos 119:89-176;1 Coríntios 8

Considere: A verdadeira sabedoria olha para o mundo da perspectiva de Deus.

NÃO DEIXE DEUS SE ENVERGONHAR DE VOCÊ

Resultado de imagem para NÃO DEIXE DEUS SE ENVERGONHAR DE VOCÊ

  Mas, agora, desejam uma melhor, isto é, a celestial. Pelo que também Deus não se envergonha deles, de se chamar seu Deus, porque já lhes preparou uma cidade.Hebreus 11.16


O texto fala daqueles que morreram na fé (v. 13), não se deixaram levar pelo que é aparente, mas se firmaram nas promessas de Deus e viveram como se já tivessem tomado posse delas. É desse modo que devemos viver, pois o que o Senhor diz é verdade. Não importa se, no momento, você está passando por alguma provação. Lembre-se de que Jesus nos prometeu voltar para nos levar com Ele para a Glória.

Quem confia nas promessas divinas deve andar como se elas tivessem sido cumpridas em sua vida, desprezando tudo o que possa interferir em seu relacionamento com Deus e recusando qualquer oferta do pecado. Isso agrada a Ele. Cuidado! O inimigo anda ao seu derredor, bramando como leão, procurando tragá-lo (1 Pe 5.8). Permaneça nas promessas do Altíssimo.

Esses heróis da fé se anularam em prol do Evangelho. Essa entrega tornou possível que a mensagem da salvação chegasse até nós. Devemos proceder da mesma forma, pois a Palavra precisa chegar aos mais longínquos rincões do planeta. Há muita gente precisando ouvir a mensagem da cruz, e não doutrinas religiosas. Veja o quanto você tem feito para essas almas serem salvas.

Não importa se você vive cercado de boas pessoas, se a sua vida pode ser comparada a um paraíso, ou se ela não tem nada de excepcional, ou é cheia de sofrimento e dor. Quem serve ao Senhor não deve se impressionar com as condições em que Deus o chamou para servir a Ele. Ao contrário, precisa se esforçar para crer em Jesus, porque, sem Ele, ninguém escapará da perdição eterna.

Jamais permita que o Senhor Se envergonhe de você, pois, como Jesus disse, aquele que não O confessar diante dos homens será negado por Deus diante dos anjos (Lc 12.8,9). Quem não faz o que Ele manda não pode ser amigo dEle (Jo 15.14). Veja como tem vivido e ore ao Pai, confessando seus erros e aceitando o Seu perdão. Então, você será alguém que Ele terá muita alegria em confessar como Seu.

Comece a sonhar com o dia em que chegará aos Céus. Lá estará o Rei dos reis, com toda a Sua alegria, para recebê-lo. Ao ver que as suas lágrimas foram enxugadas por Ele, você descobrirá que tomou a decisão certa. Os que amam o mundo e as coisas que existem nele nunca agradarão a Deus. Vendo que a sua parte será no lago de fogo e enxofre, os ímpios se arrependerão tardiamente.

Há quem tenha sido tão enganado pelo inimigo, que não mais deseja ir para os Céus. Ora, todos nós seguiremos o curso da vida e, mais cedo ou mais tarde, partiremos para sempre. Onde você estará?

Em Cristo, com amor,




R. R. Soares

sexta-feira, 28 de agosto de 2015

Versículo do Dia


Versículo do Dia

Então eles saberão que eu, o Senhor, o seu Deus, estou com eles, e que eles, a nação de Israel, são meu povo, palavra do Soberano Senhor.
Ezequiel 34:30


PÃO DIÁRIO - 28/08/2015 - O próximo capítulo


O próximo capítulo

…corramos, com perseverança […] olhando firmemente para […] Jesus… — Hebreus 12:1-2

Estêvão tinha quase 5 anos quando seu pai, o piloto missionário Nate Saint, e mais quatro homens foram assassinados em 1956, pela tribo Waodani no Equador. Mas como resultado do amor e perdão demonstrado pelas famílias dos homens mártires cresce, atualmente, uma comunidade de cristãos entre os Waodani.
Já adulto, Estêvão mudou-se novamente para o Equador e se tornou amigo de Mincaye, um dos homens que mataram seu pai. O lema de Estêvão é: “Permita que Deus escreva a sua história.” Ele diz: “Há muitas pessoas […] que querem escrever sua própria história e deixar Deus editá-la quando algo dá errado. Há muito tempo decidi permitir que Deus escrevesse a minha história.” Quando Estêvão sofreu um acidente grave em 2012, ele tranquilizou sua família: “Vamos permitir que Deus escreva este capítulo também.” Sua fé continua a sustentá-lo rumo à recuperação.
A história continua a desenrolar-se para todos os seguidores de Jesus Cristo. Nenhum de nós sabe como será o próximo capítulo de nossas vidas. Mas ao olharmos para Jesus e corrermos “…com perseverança, a carreira que nos está proposta…” podemos confiar nele — o autor e consumador da nossa fé (Hebreus 12:1-2). Jesus escreveu o início da nossa história, e escreverá o próximo capítulo, assim como o fim.
— Cindy Hess Kasper

Leia: Hebreus 12:1-11 

Examine: A Bíblia em um ano: Salmo 119:1-88;1 Coríntios 7:20-40

Considere: Permita que a sua vida conte a história do amor e da misericórdia de Cristo ao mundo ao seu redor.

A VERDADE NAS INTENÇÕES

Resultado de imagem para A VERDADE NAS INTENÇÕES

  Assim, também vós exteriormente pareceis justos aos homens, mas interiormente estais cheios de hipocrisia e de iniquidade. Mateus 23.28


Não é fácil tirar do homem o cuidado para com o exterior, que, muitas vezes, torna-o realizado sob a capa pomposa da justiça humana. Por mais que o Espírito de Deus lhe mostre na Palavra que esse caminho não é o certo, ele se atreve a dizer que não é como os demais homens, pois, a seu ver, não adultera, não rouba nem defrauda alguém. O farisaísmo nos faz sentir seguros, impedindo-nos de ver em nós os erros que enxergamos nos outros.

Se alguém olhar para outra pessoa com intenção impura, já cometeu adultério com ela (Mt 5.28). Além disso, também é pecado alguém se vestir de forma provocante ou usar a sensualidade no falar, no andar e na gentileza, para ganhar atenção, reconhecimento, promoção no trabalho ou até tentar o próximo e ver se ele é, de fato, servo de Deus.

Jesus falou de quem expõe o cônjuge ao adultério, ao dar-lhe carta de divórcio, sem que tenha havido infidelidade. Ora, a advertência divina tem de ser levada a sério. Porém, costumamos dar ouvidos ao diabo, recusando-nos a escutar a voz do Espírito, que nos lembra do que está escrito. A promessa do Senhor de nos dar o escape na tentação é cumprida sempre diante de qualquer ataque infernal (1 Co 10.13).

A vontade de se passarem por benfeitores fez Ananias e sua mulher morrerem por causa da mentira que contaram perante a igreja em Jerusalém. Sem dúvida, há outros que têm recebido condenação semelhante por serem hipócritas até mesmo nas decisões que juram terem vindo de Deus. É preciso examinar nossos motivos, porque, quando usamos falsos argumentos e propósitos perversos, somos contaminados.

A ordem é limpar o interior dos pratos, pois, ainda que comamos o pão celestial, que é puro, com o coração imundo, nós nos contaminamos com o veneno do diabo. Então, em vez de nos termos saciado, alimentamos o demônio enviado para nos tirar do Caminho.

Examine suas ações em tudo, bem como o que, no fundo do seu coração, leva-o a orar por certa bênção. Tire tudo o que provém do maligno. Do contrário, você tropeçará em seus próprios desejos e, em vez de abençoar os perdidos e os irmãos, poderá levá-los ao adultério espiritual. Então, você dará conta não somente dos seus erros, como também dos alheios. A orientação do Senhor é que não entraremos no Reino dos Céus, a menos que a nossa justiça exceda em muito a dos escribas e fariseus (Mt 5.20).

A santidade não precisa de esforço para ser mostrada em sua vida, e sim de uma decisão de não dar lugar ao diabo. Quando o seu coração levá-lo a tomar alguma atitude em desacordo com a orientação bíblica, recuse-a, pois se trata de uma das obras de quem tem poder para se manifestar como um anjo de luz (2 Co 11.14). Do Senhor não procede erro algum!

Em Cristo, com amor,




R. R. Soares

quinta-feira, 27 de agosto de 2015

Versículo do Dia

Versículo do Dia

Virão muitos povos e dirão: "Venham, subamos ao monte do Senhor, ao templo do Deus de Jacó, para que ele nos ensine os seus caminhos, e assim andemos em suas veredas". Pois, a lei sairá de Sião, de Jerusalém virá a palavra do Senhor.
Isaías 2:3


PÃO DIÁRIO -27/08/2015 - Está comigo

Está comigo

O Senhor está comigo; não temerei. —Salmo 118:6


Após a pequena atleta olímpica, Gabby Douglas, ganhar duas medalhas de ouro nos jogos de Londres 2012, ela fez a seguinte proclamação: “Deus nunca falhará com você. Ele está sempre ao seu lado.”
Algumas vezes este tipo de afirmação feita por um atleta pode ser mal compreendida. Pode ser interpretada como se significasse que se estou competindo contra você num campeonato e tenho a ajuda de Deus, não há como perder. Mas se recorremos ao Salmo 118:5-6, entendemos o que essa afirmação realmente significa. O salmista escreveu: “Em meio à tribulação, invoquei o Senhor, e o Senhor me ouviu e me deu folga. O Senhor está comigo; não temerei.”
Outra versão também traduz o versículo 6 como “O Senhor está comigo…” (NVI). É a ideia de que quando o problema surge em nossas vidas, Deus, que é cheio de misericórdia e amor (que “dura para sempre”, v.4) sempre estará atento a nós e proverá a proteção de que precisamos.
Não precisamos ser um campão olímpico para valorizar este tipo de atenção divina. Precisamos desta atenção quando a economia vacila e as nossas finanças não são suficientes. Precisamos desta atenção quando um relacionamento significativo se desfaz. Não importa qual seja a nossa situação, como seguidores de Cristo sabemos onde encontrar ajuda. “O Senhor está comigo.”
— Dave Branon


Leia: Salmo 118:1-6 

Examine: A Bíblia em um ano: Salmos 116-118;1 Coríntios 7:1-19

Considere: Deus está conosco em meio às provações.

Espiritualidade fora de foco

Resultado de imagem para Espiritualidade fora de foco, Jesus é o nosso modelo

O texto de Lucas 9.28-45 relata a experiência de Jesus subindo o Monte da Transfiguração a fim de orar. Levou consigo Pedro, Tiago e João enquanto os outros discípulos ficaram no sopé do Monte. Tanto os discípulos que subiram o monte com Jesus quanto os que ficaram no vale não oraram. Os que subiram entregaram-se ao sono e os que ficaram no vale travaram uma infrutífera discussão com os escribas.
- Desse episódio extraímos dois tipos de espiritualidade, ambas fora de foco.

1. A espiritualidade do monte, o êxtase sem entendimento. 

Pedro, Tiago e João subiram o monte com Jesus, mas eles não oraram como Jesus nem com Jesus. Ao contrário, eles dormiram. Eles viram milagres extraordinários: Moisés e Elias glorificados, Jesus transfigurado em glória, uma nuvem luminosa e uma voz divina reafirmando a filiação de Jesus. Eles pisaram o terreno do sobrenatural, mas estavam desprovidos de entendimento. Ao mesmo tempo que viam coisas maravilhosas, suas mentes estavam vazias de discernimento. Eles não discerniram a centralidade da pessoa de Jesus. Não discerniram a centralidade da missão de Jesus. Não discerniram a centralidade da missão deles mesmos. A ausência de oração roubou-lhes o discernimento e essa falta de discernimento os levou a ficar com medo de Deus, em vez de se deleitarem em Deus. Há muitos que ainda hoje buscam as coisas sobrenaturais, mas estão sem percepção espiritual. Correm atrás de milagres, mas não discernem as verdades essenciais da fé cristã. Experimentam êxtases arrebatadores, mas não compreendem nem mesmo os fundamentos do cristianismo. Essa é uma espiritualidade fora de foco, deficiente, trôpega, que produz sono e não intimidade com Deus.

2. A espiritualidade do vale, a discussão sem poder.

Os nove discípulos que ficaram no sopé do monte também não oraram. Ao contrário, eles se envolveram numa discussão com os escribas (Mc 9.14). Nesse ínterim, um pai aflito, com um filho endemoninhado roga a esses discípulos para socorrer seu filho, mas os discípulos não puderam. Eles estavam desprovidos de poder. A espiritualidade deles era a espiritualidade da discussão sem poder. Em vez de orar e jejuar, eles discutiram. Em vez de fazer a obra de Deus, eles discutiram acerca da obra. Em vez de manterem-se fiéis à sua vocação, perderam o foco do ministério numa vã discussão com os opositores de Jesus. Enquanto aqueles discípulos estavam discutindo, o diabo estava agindo. Porque não oraram nem jejuaram estavam vazios de poder e porque estavam vazios de poder não puderam expelir a casta de demônios que atormentava o filho único daquele pai aflito. Ainda hoje, corremos o risco de perder o foco do nosso ministério. Deus nos chamou para o buscarmos com todas as forças da nossa alma. Oração precede ação. Nossa maior prioridade não é fazer a obra de Deus, mas ter intimidade com o Deus da obra. Muitas vezes deixamos de orar e de trabalhar porque estamos envolvidos em discussões intérminas e infrutíferas. Discutimos muito e trabalhamos pouco. Fazemos muito barulho com nossas palavras, mas produzimos pouco com as nossas mãos. Se o êxtase sem entendimento é uma espiritualidade fora de foco, o é de igual modo, a discussão sem poder.

Concluímos, dizendo que Jesus é o nosso modelo. Ele demonstrou três atitudes que corrigem o foco da espiritualidade. Sua espiritualidade foi evidenciada por oração, obediência e poder. Porque orou seu rosto transfigurou. Porque orou, desceu do monte determinado a cumprir o propósito do Pai, indo para a cruz como um rei caminha para a coroação. Porque orou estava cheio de poder para libertar o jovem possesso. É tempo de realinharmos nossa vida espiritual pelo foco de Jesus!





Por Rev. Hernandes Dias Lopes

quarta-feira, 26 de agosto de 2015

VERSÍCULO DO DIA

VERSÍCULO DO DIA

Mas ele foi transpassado por causa das nossas transgressões, foi esmagado por causa de nossas iniqüidades; o castigo que nos trouxe paz estava sobre ele, e pelas suas feridas fomos curados.Isaías 53:5




PÃO DIÁRIO - 26/08/2015 - O dom da luz


O dom da luz

…Eu sou a luz do mundo; quem me segue não andará nas trevas; pelo contrário, terá a luz da vida. —João 8:12


Sir Christopher Wren projetou e construiu mais de 50 igrejas em Londres no fim do século 17. O estilo de seu projeto tinha duas características proeminentes — a primeira delas eram os campanários fortes e altos. A segunda, no entanto, era mais profunda. Wren estava convencido de que todas as janelas em suas igrejas precisavam ter vidro transparente em contraste aos vitrais coloridos tão populares nas igrejas daquela época. Em parte, o seu motivo para a escolha do vidro transparente está em suas palavras: “O maior presente de Deus ao homem é a luz.” Permitir que a luz banhasse as pessoas enquanto elas adoravam era, para Wren, uma celebração deste presente.
No relato do livro de Gênesis, no primeiro dia da criação Deus fez a luz (1:3). A luz que Deus criou é muito mais do que simplesmente um meio de enxergar. É uma imagem do que Cristo trouxe quando veio a este mundo obscuro. No livro de João 8:12, o nosso Senhor disse: “…Eu sou a luz do mundo; quem me segue não andará nas trevas; pelo contrário, terá a luz da vida.” Para o seguidor de Cristo, a luz é um dos grandes lembretes do caráter do nosso Salvador e da qualidade de vida que Ele nos deu por meio de Seu sacrifício na cruz.
Wren estava certo. A luz é o maior presente de Deus ao homem — Jesus Cristo, a luz do mundo!
— Bill Crowder

Leia: João 8:12-20 

Examine: A Bíblia em um ano: Salmos 113-115;1 Coríntios 6

Considere: Jesus veio para dar luz a um mundo obscuro.

OBSERVE ESTAS TRÊS COISAS

Resultado de imagem para OBSERVE ESTAS TRÊS COISAS

  Porque o mandamento é uma lâmpada, e a lei, uma luz, e as repreensões da correção são o caminho da vida.Provérbios 6.23


Sabemos que nenhuma orientação bíblica deve ser desprezada; afinal, é por ela que o Senhor nos mostra a luz verdadeira. Aquela promessa considerada por nós sem grande importância pode ser a que nos guiará e nos levará a adquirir uma fé mais forte e firme, a qual nos fará bem-sucedidos em uma batalha decisiva. Sem a iluminação dos céus, como faremos para obter o poder para lutar e vencer as forças do mal?

O mandamento é uma lâmpada. Isso quer dizer que sempre que olhar para as ordens de Deus, você terá luz para ver a direção que Ele lhe dá em tudo; então, as trevas não o enganarão. O entendimento e a sabedoria que você obtém do Senhor o fortalecerá e o levará a tomar posse do que lhe pertence. Então, assuma o que é seu e veja o quanto e como Ele o equipou para não ser derrotado nem tocado pelo inimigo, e sim sair vitorioso.

O fato de se curvar ante os mandamentos divinos o leva a ter uma capacidade que as demais pessoas não possuem; por isso, você jamais tropeçará em obstáculos. Quem se dobra diante de Deus nunca será dominado por uma ameaça infernal. Agora, os que não se curvam diante do Altíssimo sempre estão se curvando ante as investidas malignas e sofrendo o veneno dos dardos inflamados do diabo.

A simples observância do que Deus ordenou O faz cumprir as Suas promessas, que, em muitos casos, você nem sabe que existem. Sem a luz divina, você age, no âmbito espiritual, como cego. Quem não tem essa luz passa pela vida sem ver o que lhe foi entregue. Porém, quando os olhos do seu coração são iluminados, você se sente mais forte do que os problemas e pode vencê-los.

A lei divina em seu interior fará você viver na luz, sem que as trevas possam tocá-lo. Tão logo elas surgem para obscurecer o seu caminho, o Santo Espírito mostra a promessa ou a declaração de algum fato que o Senhor já realizou em seu favor. Então, a força dEle vem, e o poder maligno não lhe pode resistir. Assumir o seu lugar na fé em Cristo é o modo mais simples de vencer.

Para guardar a lei do Altíssimo, é preciso entendimento, prudência e instrução acerca do povo santo, do qual agora você faz parte. Ao saber o que lhe pertence, por fazer parte do grupo de pessoas libertas do império do terror e transportadas para o Reino de Jesus, você se torna forte para desfazer qualquer mal. Como salvo, não há mais nenhum poder do inimigo que lhe fará frente.

Muitos seguem o caminho da morte e, por isso, estão sempre tropeçando e sendo atacados por males: doenças, pecados e problemas de todas as ordens. No entanto, quem acatar as repreensões do Senhor será sábio em todos os momentos e preparado para os acontecimentos que sobrevirão à humanidade nos últimos dias; então, não tropeçará.

Em Cristo, com amor,



R. R. Soares

terça-feira, 25 de agosto de 2015

Versículo do Dia

Versículo do Dia

Ora, o SENHOR disse a Abrão: Sai-te da tua terra, da tua parentela e da casa de teu pai, para a terra que eu te mostrarei.
E abençoarei os que te abençoarem, e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem; e em ti serão benditas todas as famílias da terra.
Gênesis 12:1,3