quinta-feira, 24 de abril de 2014

PÃO DIÁRIO - 24\04\2014 - O DIA TODO COM DEUS

O DIA TODO COM DEUS

O Irmão Lawrence ( 1614 - 91 ) sentia-se intimamente próximo de Deus enquanto, humildemente, limpava panelas e frigideiras na cozinha do mosteiro. Certamente, ele tinha momentos específicos de oração devocional. Mas, o que ele considerava mais transformador em sua vida  era a oração durante o dia de trabalho. Em seu clássico livro devocional Praticando a Presença de Deus, ele afirma: " É um grande engano pensar que de nossos momentos de oração devem ser diferentes dos outros momentos. Devemos nos sentir tão próximos a Deus quando trabalhamos e quando oramos. " Em resumo, ele defende que oremos "...sem cessar" ( 1 Tessalonicenses 5:17 ).
Esse é um lembrete útil porque, às vezes, tendemos a setorizar nossas vidas. Talvez oremos apenas durante o culto na igreja, no pequeno grupo de estudo na Bíblia, nos devocionais familiares e em nossos momentos de meditação. Mas, e durante nosso dia de trabalho ? Orar no trabalho não significa que temos de cair de joelhos com as mãos entrelaçadas e orar em voz alta. No entanto, significa que as decisões de trabalho e os relacionamentos podem ser levados a Deus ao longo de todo o dia. 
Onde quer que estejamos e seja o que estivermos fazendo, Deus deseja fazer parte. Quando a oração torna-se parte de todos os aspectos de nossas vidas, quem sabe o que Deus poderá fazer para Sua glória ? - HDF

Leia: 1 Tessalonicenses 5:12-18

Examine: Orai sem cessar. 1 Tessalonicences 5:17

Considere: A verdadeira oração é um estli de vida, não um desvio de emergência! 

Devocional - 24\04\2014 - Deixe Deus ter o controle


Buscai as coisas (ricas, tesouros eternos) lá do alto, onde Cristo vive... Pensai nas coisas lá do alto, não nas que são aqui da terra; Fazei, pois, morrer (privai do poder) a vossa natureza terrena (o desejo maligno): COLOSSENSES 3.1;2,5

É um desejo natural querer estar no controle de sua vida, contudo, não é um alvo possível.
Assumir que você pode controlar todas as pessoas e situações que surgem em sua vida é uma expectativa irrealista, e isso o levará à frustração e à exaustão.
 Deus tem um plano abençoado para todas as pessoas, o que inclui uma vida bastante superior a tudo que o mundo possa oferecer, mas atingir isso envolve negar-se a si mesmo. Deus, incansavelmente, combate a carne, nossa natureza humana, e seu alvo é libertar-nos do controle da carne. 
O processo de abrir mão e desistir do controle pode ser doloroso, mas o resultado final vale a pena. 
Assim, pare de querer assumir o controle e deixe Deus ser Deus em sua vida.



Por Joyce Meyer

PADRÃO DE VIDA PARA OS CRISTÃOS


 Suportando-vos uns aos outros e perdoando-vos uns aos outros, se algum tiver queixa contra outro; assim como Cristo vos perdoou, assim fazei vós também. 
Colossenses 3.13

A lição fala sobre suportarmos uns aos outros, e isso mostra que ainda não somos perfeitos. Ela nos ensina que algumas situações que nos chateiam são necessárias para aperfeiçoarmos o nosso caráter de cristão. Sem dúvida, muito do que nos ocorre hoje não é evitado pelo Senhor para aprendermos a depender mais do poder dEle. Assim, ficaremos prontos para enfrentar as grandes afrontas por causa da fé em Cristo.

Além de suportarmos uns aos outros, temos de perdoar também, pois o perdão tira o “veneno” lançado em nosso espírito pela afronta de alguém, o que nos contaminaria. Aqueles que não perdoam podem a chegar a pagar alguém para dar fim à vida do seu ofensor ou até cometer tal crime. Ora, se isso acontecer com um cristão, ele estará com sérios problemas, os quais poderão lançá-lo na perdição eterna. Mesmo quando somos atacados, não devemos pagar o mal com o mal, e sim com o bem (Rm 12.21).

Se há queixas em nosso meio – insatisfação com o próximo –, é porque estamos na carne. No entanto, quando estamos em Espírito, nem nos damos conta de que fomos ofendidos ou alguém nos prejudicou. Por vivermos na presença do Deus, o qual é perfeito, passamos pela vida sem dar atenção a determinadas maldades ao nosso redor. Mesmo que as vejamos, nós nos perguntamos se vale a pena nos entregarmos ao aborrecimento. Afinal, temos a paz de Cristo, que excede todo o entendimento (Fp 4.7)!

Sempre devemos nos lembrar de quem éramos antes de aceitarmos Jesus e de tudo que fomos perdoados, quando O recebemos como Salvador. Ele não lançou em nosso rosto as nossas maldades nem nos recebeu com descontentamento, expressando aborrecimento. Ao contrário, o Senhor veio ao nosso encontro alegre, com o olhar que exalava satisfação e nos fez acreditar que somos especiais para Ele. Devemos agir assim!

Não podemos admitir que o diabo cumpra em nós o desejo dele, pois, se deixarmos isso acontecer, ficaremos debaixo da sua ação e, então, seremos os mais infelizes entre os seres humanos. Por que permitir que uma artimanha maligna roube a felicidade que podemos desfrutar no dia a dia ou até por toda a eternidade com Cristo? Se o que lhe fizeram foi grave demais, lembre-se de agir do mesmo modo que Jesus agiu em relação a você.

Essa lição é uma das melhores que podemos aprender para irritar o inimigo, que, apesar de ser o causador de todos os males, finge ser nosso amigo, a fim de nos insuflar, fazendo-nos recordar do mal que nos causaram. No momento em que ficar mais forte na fé, ao lhe contarem sobre as mentiras que inventaram a seu respeito, você se alegrará e exultará, pois também agiram dessa forma com os irmãos do passado. Se situações como essas ocorrem, é porque o seu galardão é grande.

O Senhor Jesus ensinou que, se a nossa justiça não exceder em muito a dos escribas e fariseus, jamais entraremos no Reino dos Céus (Mt 5.20). Por analogia, podemos dizer que também o nosso amor e a nossa fé têm de exceder aos das demais pessoas.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

quarta-feira, 23 de abril de 2014

PÃO DIÁRIO - 23\04\2014 - ABRINDO UMA TRILHA

ABRINDO UMA TRILHA

Os indios  americanos dos estados de Michigan, nos EUA, foram os primeiros engenheiros de rodovias desse estado.Com poucas exceções, as principais rodovias de Michigan seguem as trilhas que eles abriram em meio às selvas, centenas de anos antes da chegada dos homens brancos. Uma trilha tinha 30 a 45 centímetros de largura e, por segurança, as pessoas caminhavam em fila única. Depois, cavalos de carga passaram por estas trilhas, alargando-as. Mais tarde, vieram as carroças e as trilhas se tornaram estradas de terra e, em seguida, rodovias.
 De maneira similar, Salomão seguiu a trilha de seu pai e, por sua vez, pavimentou o caminho para seus filhos e netos. Ele agiu assim ao encorajar seus filhos a seguirem suas instruções, como ele havia seguido a sã doutrina de seu pai ( Provérbios 4:4-5 ). 
Assim, este pai, dando aos filhos bons conselhos práticos e espirituais, estava transmitindo o que havia aprendido com o avô dos meninos, Davi, que foi chamado um homem segundo o coração de Deus ( 1 Samuel 13:14; Atos 13:22 ). Frequentemente, a geração mais jovem de cristãos aprende melhor sobre Deus com a própria família.
Nossos filhos naturais e espirituais observam o caminho que seguimos. Como homens e mulheres de Deus, certifiquemo-nos de estar abrindo uma trilha reta, sábia e limpa. Então, se as futuras gerações decidirem segui-la, ela poderá tornar-se uma rodovia - um legado permanente para a glória de Deus. - DCE 

Leia: Provérbios 4:1-7

Examine: Ouvi, filhos, a instrução  do pai e estai atenton para conhecerdes o entendimento. - Provérbios 4:1

Considere: Quando seguimos a Deus, abrimos uma trilha para aquelesque virão.

Devocional - 23\04\2014 - Vigie e ore


Vigiai (despertai, prestai estrita atenção, sejais cautelosos e alertas) e orai, para que não entreis em tentação; o espírito, na verdade, está pronto, mas a carne é fraca. MATEUS 26.41

Suponha que você saiba que sua casa está sendo cercada por agentes inimigos que a qualquer momento podem arrombar a porta e atacá-lo. Você ficaria acordado e vigiaria a porta?
 O que você faria se, por alguma razão, não pudesse permanecer acordado e vigiando? Você não se asseguraria de que outra pessoa da família o faria? Você precisa ser igualmente cuidadoso para resguardar-se de qualquer ataque potencial do inimigo de sua alma.
 O diabo está sempre tentando atacá-lo, e você deve vigiar e orar todo o tempo, pedindo a Deus que o ajude quando se sentir fraco. Peça a Deus que prova a força de que você precisa para vencer qualquer tentação que o diabo colocar em seu caminho. 
Guarde seu coração e leve todo pensamento cativo ao Senhor.


Por Joyce Meyer

FINAL FELIZ



E, quando saíram da água, o Espírito do Senhor arrebatou a Filipe, e não o viu mais o eunuco; e, jubiloso, continuou o seu caminho.Atos 8.39

Quando seguimos a direção do Senhor, sabemos a melhor hora de evangelizar alguém. Com a sabedoria que Deus concede a todo aquele que por ela Lhe suplica, conseguiremos iluminar o caminho das pessoas (Tg 1.5). O divino plano para quem obedece ao chamado celestial é maravilhoso e cheio de poder. Todos os que são chamados e enviados pelo Altíssimo para uma missão devem crer que Ele os usará como usou outros nas gerações passadas.

Filipe era servo que obedecia ao que seu Senhor dizia e, por isso, foi colocado no lugar certo. Quem não atenta para o que lhe é dito pelo Santo Espírito, dentro da Palavra, não vê a mão de Deus guiando-o a fazer a Sua vontade. Os que forem chamados hoje encontrarão o mesmo tratamento dispensado aos que disseram sim ao Altíssimo em seus dias. Portanto, jamais recuse a missão dada pelo Senhor.

O sucesso depende da submissão ao Espírito de Deus. A sabedoria para fazer a obra é um dom que o Pai jamais deixará de conceder aos que Lhe são fiéis. Os displicentes, aqueles que não têm zelo com o que lhes é mostrado, não saberão conduzir os perdidos ao Senhor e, no momento mais importante, nem perceberão que as palavras que deveriam ser ditas não são as deles. Os obedientes a Deus se diferenciam dos demais nos resultados.

Filipe desceu às águas para batizar o eunuco. Ele sabia que era um ministro do Senhor em ação, não importando aonde o Altíssimo o levava. Os servos de Deus devem se preocupar em dar o recado completo, pois, assim, farão os perdidos acertarem o Caminho eterno. Para o evangelista não importava onde, e sim se fora enviado para aquela obra. Ao pregar, ele não enaltecia suas virtudes nem falava da sua vida, mas anunciava a Cristo.

O evangelista Filipe estava para assumir a sua posição no plano divino, por isso, ao sair das águas, o Espírito Santo o arrebatou da presença do eunuco e, em uma pequena fração de tempo, levou-o a Azoto para continuar a obra. Não importa se o período que você fica em um lugar, mas, sim, se Deus lhe manda partir para outra etapa da missão a ser executada. Os que obedecem ao Senhor jamais se arrependerão de serem fiéis.

O resultado foi que o eunuco ficou jubiloso e seguiu o seu caminho contente por ter recebido tal tratamento da parte de Deus. Parece que o arrebatamento de Filipe foi mais emocionante para o eunuco do que para o evangelista, pelo menos não ouvimos falar de que ele também tenha ficado cheio de júbilo. O fato é que o servo deve estar sempre pronto para fazer o que agrada ao Pai e não o que gostaria, ou o que a sua metade ou família querem.

Quantos eunucos ou mestres, sacerdotes e demais pessoas precisam ter experiências iguais a esse superintendente do tesouro da rainha de Candace? Sem dúvida, muitas vidas louvarão a Deus por você ter ido ao encontro delas. Por isso, deixe-se usar pelo Senhor e você jamais se arrependerá. O Altíssimo sabe cuidar de todos aqueles que se dispõem a fazer a Sua vontade.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

terça-feira, 22 de abril de 2014

PÃO DIÁRIO - 22\04\2014 - PAÍS POR DESBRAVAR

PAÍS POR DESBRAVAR

Eu estudava o mapa enquanto viajava com meu marido de carro em direção à costa leste do estado de Virgínia nos EUA. procurávamos por qualquer estrada que nos levasse à costa. Finalmente, encontrei uma e fomos direão ao sol.
Em poucos minutos estávamosrindo deliciosamente quando  - pouco antes da praia - nos encontramos numa reserva nacional da vida  selvagem. Em toda a nossa volta havia dunas, brejos, vegetação de praia e uma abundância de gaivotas, garças brancas e garças azuis. Aquele lugar era cheio de vida, sons, enfim, maravilhoso ! Havíamos chegado às ilhas Chincoteague e Assateague - famosas pela travessia anual de cavalos de uma ilha a outra. Antes de nós, outros já haviam reconhecido seu valor e beleza, mas, para nós, ainda era um país a descobrir.
As Escrituras para muitas pessoas são como um " país por desbravar ". Elas nunca descobriram os valiosos tesoutos encontrados nas eternas palavras da Bíblia. A Palavra de Deus é viva e eficaz, e mais cortante do que qualquer espada de dois gumes, expondo nossos mais íntimos pensamentos e desejos ( Hebreus 4:12 ). Ela é como uma lâmpada para iluminar nosso caminho ( Salmo 119:105 ) e nos foi dada para nos habilitar aos propósitos de Deus ( 2 Timóteo 3:16-17 ).
Para encontrar tais tesouros, abra e leia a Bíblia. É tempo...de descobrir ! - CHK

Leia: 2 Timóteo 3:14-17

Examine: A palavra de Deus é viva e eficaz... - Hebreus 4:12

Considere: Descubra os ricos tesouros da verdade de Deus

Devocional, 22\04\2014 - Viva uma vida equilibrada


Portanto, quer comais, quer bebais ou façais outra coisa qualquer, fazei tudo para a glória de Deus. 1 CORÍNTIOS 10.31

Como cristão, você deve equilibrar sua vida espiritual com suas responsabilidades seculares.
Algumas pessoas possuem um “espírito religioso” que as faz ignorar suas tarefas terrenas ou as leva a realizar tais coisas sem alegria. Tais pessoas somente se sentem aprovadas por Deus quando estão fazendo algo que pensam ser “espiritual”. Deus quer que você aprenda que pode comunicar-se com Ele e desfrutá-Lo enquanto faz as coisas corriqueiras. Ele quer que você saiba que pode conversar com Ele durante o dia, da mesma forma que o faz quando está ajoelhado em seu quarto. Ele está sempre presente e disponível para relacionar-se com você e ajudá-lo em suas necessidades. É bom separar tempos especiais para passar com Deus em oração e estudo, mas você também pode desfrutá-Lo enquanto fizer outras coisas. Dessa forma, você pode desfrutar a vida e a Deus em todos os momentos, não apenas durante “períodos espirituais”.

Por Joyce Meyer

NUNCA SE OUVIU IGUAL


Porque, pergunta agora aos tempos passados, que te precederam, desde o dia em que Deus criou o homem sobre a terra, desde uma extremidade do céu até à outra, se sucedeu jamais coisa tão grande como esta ou se se ouviu coisa como esta.  Deuteronômio 4.32

Nem mesmo a saga de Abraão foi maior do que a obra que Deus fez em favor do homem com a vinda de Jesus. Tampouco Salomão, em toda a sua glória, vestiu-se, pensou, criou ou deu solução às causas que lhe foram trazidas como o Filho de Deus fez por nós. Em Sua morte, Cristo realizou muito mais do que podemos pensar ou imaginar. Ele foi perfeito em dar solução aos nossos problemas e em revelar o que nos pertence na Sua Palavra.

Apesar da queda de Adão, o Senhor não abandonou o Seu sonho em relação à criatura que criou à Sua imagem e semelhança. Logo, Ele mostrou que tinha um plano perfeito para o resgate do homem. Por cerca de quatro mil anos, começando com a sentença que deu à serpente ainda no jardim do Éden, passando pelos escritos dos profetas e terminando com as revelações dadas por Jesus, o Altíssimo evidenciou que a redenção seria completa.

A palavra salvação significa mais do que o ato de levantar a mão e receber Jesus como seu Salvador. Ela começa no coração, quando a pessoa ouve a mensagem de Deus e a aceita, passa pelo gesto de levantar a mão, confessando Cristo como Senhor de sua vida, e continua com as revelações que lhe serão dadas na Palavra. Porém, o que a mente jamais perscrutou, os olhos não viram nem os ouvidos ouviram é o que nos espera (1 Co 2.9).

Com a vinda de Jesus e Sua consequente morte, um novo período foi inaugurado para a humanidade (Mt 27.51). Agora, Deus não é mais um ser distante, mas Alguém que resplandeceu em nós (2 Co 4.6). Ele fez isso para iluminação do conhecimento da Sua glória, e o que entendemos disso? Quase nada! É preciso servir ao Senhor, pois aos Seus discípulos é dado saber os mistérios do Reino dos Céus (Mt 13.10,11).

Grande erro é não dar crédito completo à revelação concedida na Palavra, e a maioria dos cristãos não dá atenção a isso. O resultado é que vivem mal, dominados por paixões imundas, cheios de problemas de saúde, dívidas, mágoas, ressentimentos e até envolvidos em traições. Os que vivem no natural não podem agradar a Deus e, por isso, nunca são atendidos naquilo que chamam de orações (1 Co 2.14).

Todo aquele que não obedece ao que Deus orienta pela Sua Palavra erra em tudo o que se propõe a fazer, pois até suas orações se tornam repugnantes aos ouvidos do Senhor, e seus atos de justiça não passam de imundícia. Quem segue as regras dos homens não consegue libertar-se das coisas mínimas. Já os que vivem em Espírito não se deixam prender por nada e saem vencedores em todas as batalhas de oração.

Faça o teste: se você pensa que está no Evangelho, mas não vive nem desfruta da plenitude das bênçãos do Altíssimo Deus, ainda não entendeu quem é em Cristo, tampouco o que o batismo no Espírito Santo significa para os filhos de Deus.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

segunda-feira, 21 de abril de 2014

PÃO DIÁRIO - 21\04\2014 - INVESTIMENTOS

INVESTIMENTOS


" Quero ajudar vocês  a investirem com sabedoria em seu futuro " , disse o consultor financeiro ao começar sua palestra sobre investimentos em fundos de pensão. Ele desejava que seus ouvintes continuassem a investir no mercado de ações  durante todos os altos e baixos da economia porque históricamente um bom retorno acabaria acontecendo.

Deus também que invistamos com sabedoria em nosso futuro espirítual. Em meio aos altos e baixos das circunstância da vida, devemos investir contínuamente numa " conta espiritual " , nosso caráter. 
O apóstolo Pedro nos diz para sermos diligentes no desenvolvimento do caráter ( 2 Pedro 1:5-11 ), Após confiarmos em Cristo para salvação, devemos investir estas qualidades em nosso caráter: fé, virtude, conhecimento, domínio próprio, perseverança, piedade, fraternidade e amor.
Os lucros futuros sobre o nosso investimentos no caráter serão piedade ( vv 5.7 ) focandos no conhecimento de Jesus Cristo ( v. 10 ).
Investir dinheiro em fundos de pensão pode ser lucrativo mas, investir em nossas vidas espírituais oferece o melhor tipo de retorno para o nosso futuro ! - AMC .

Leia: 2 Pedro 1:1-11 

Examine: porque estas coisas [..] em vós aumentando,fazem com que não sejais nem inatívos, nem infrutíferos no pleno conhecimento de [...] Cristo. - 2 Pedro 1:8  

Considere: Este é o momento de investir na eternidade




Devocional, 21\04\2014 - Vista a armadura de Deus e permaneça em sua posição


Portanto, tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir (e permanecer em seu território) no dia mau (do perigo) e, depois de terdes vencido tudo (feito tudo que a crise exige), permanecer inabaláveis (firmes em seu lugar). EFÉSIOS 6.13

Quando o diabo vem atacá-lo, você deve usar a armadura completa de Deus se quiser resistir ao inimigo e realizar tudo o que Deus quer que você realize. Você deve perceber que o que você faz para vencer certa crise pode não ser a melhor maneira de vencer outra crise.
 A solução para seu problema não está num método ou procedimento, mas está no poder que Deus lhe dá para realizar o que Ele quer que você realize. 
Quando você lida com uma situação, a chave não está no seu método, mas em liberar o poder de Deus por intermédio da fé. Assim, vista a armadura de Deus, permaneça em sua posição contra o diabo, levante o escudo da fé e veja como o Senhor trará a vitória!


Por Joyce Meyer

Quando os lobos atacam as ovelhas



O apóstolo João, em sua segunda carta, versículos 7 a 11, fala acerca de três perigos que a igreja enfrenta em relação aos falsos mestres e enganadores, que como lobos, espreitam as ovelhas de Cristo. Os falsos mestres sempre existiram e sempre procuraram se infiltrar no meio do rebanho para atacar as ovelhas. Esses enganadores negam, por exemplo, as verdades essenciais da fé cristã, como a encarnação de Cristo e sua morte vicária na cruz. Eles têm o mesmo espírito do anticristo e vêm para preparar seu caminho (2Jo 7). Esses lobos nem sempre colocam as unhas de fora. Na maioria das vezes, travestem-se de ovelhas para entrar no aprisco e devorá-las. Que cautela a igreja precisa ter? Quais são os perigos que precisamos evitar para não sermos atacados por essa alcateia de lobos?

1. O perigo de tornar atrás (2 Jo 8). João alerta aos crentes para ficarem atentos a fim de não retrocederem e não perderem aquilo que foi realizado com esforço pelos verdadeiros obreiros de Deus. Quem retrocede na fé, quem escuta a voz dos falsos mestres e quem se afasta da igreja do Deus vivo para dar ouvidos às heresias perniciosas dos falsos mestres rifa sua própria alma no balcão do engano. O apóstolo João recomenda cautela, pois os falsos mestres não se apresentam como tal. Eles vêm com voz suave. São simpáticos, atraentes, bons comunicadores. Parecem sempre estar na frente, trazendo revelações novas e espetaculares. Mas, sorrateiramente ou mesmo explicitamente negam as verdades fundamentais da fé cristã e desconstroem os pilares do cristianismo. Seguir esses aventureiros é desviar-se da fé, é mergulhar na escuridão da mentira de Satanás e colocar os pés no caminho largo que conduz à perdição.

2. O perigo de ir além (2 Jo 9). Os falsos mestres sempre ficam aquém das Escrituras ou vão além delas. Eles ultrapassam a doutrina de Cristo. Não têm a Palavra de Deus como única regra de fé e prática. Acrescentam à Bíblia alguma nova revelação. Ao fazerem isso, negam a veracidade e a suficiência das Escrituras. Negam também a Pessoa e a obra perfeita e completa de Cristo. Negam a salvação pela graça e introduzem mentiras perniciosas, fazendo-as passar pela última verdade a que todos os homens devem se render. O apóstolo Paulo já havia alertado aos crentes da Galácia que ainda que um anjo de Deus viesse do céu para pregar outro evangelho, além daquele que foi pregado, deveria ser rejeitado veementemente. Só há um evangelho. Só há uma mensagem salvadora. Buscar outros caminhos, outras fontes e outras revelações é cair num abismo trevoso, é desviar-se da verdade, é apostatar-se da fé.

3. O perigo de ir junto (2 Jo 10,11). O apóstolo João é enfático em dizer que não podemos receber em nossa casa aqueles que trazem em sua bagagem a falsa doutrina, aqueles que negam nosso grande Deus e Salvador Jesus Cristo como nosso único e suficiente Salvador e Senhor. Não podemos dar as boas vindas a esses lobos travestidos de ovelhas, pois fazer isso é tornar-se cúmplice de suas obras más. Os falsos mestres são incansáveis em sua jornada de morte. Eles são itinerantes. Batem de porta em porta e buscam sempre uma oportunidade para enredar alguém com sua astúcia. A única forma de mantermos esses lobos fora do aprisco, longe das ovelhas e distante da nossa casa é firmarmo-nos na verdade. Sem o conhecimento das Escrituras, não teremos discernimento necessário para distinguir entre o lobo e a ovelha, entre a verdade e a mentira, entre o verdadeiro evangelho e o falso evangelho. Nesse tempo em que a sociedade organizada, por meio de suas mais respeitadas instituições, conspiram contra os valores espirituais e morais que devem reger a família. Nesse tempo em que florescem como cogumelo novas seitas bem como novas igrejas introduzindo novidades estranhas às Escrituras, arrebatando multidões aos seus redutos, precisamos nos acautelar e dar ouvidos à exortação do apóstolo João: Não torne atrás! Não vá além da doutrina! Não caminhe junto com os falsos mestres!


Por Rev. Hernandes Dias Lopes

domingo, 20 de abril de 2014

PÃO DIÁRIO - 20\04\2014 - CORRA PARA A CRUZ

CORRA PARA A CRUZ


Sempre que um alerta de tsunami é emitido na costa norte de Maui, no Havaí, as pessoas  que vivem em Hana sobem rapidamente a encosta de uma montanha até um lugar alto e seguro. Perto dali existe uma cruz de madeira muito alta, colocada muitos anos atrás por missionários. Para sua segurança física, as pessoas correm para o lugar onde está a cruz.
De maneira similar, todos nós necessitamos de um local de segurança espiritual. Por quê ? Porque o Senhor nos dá esses alertas em Sua Palavra: "...todos pecaram e carecem da glória de Deus " e "...o salário do pecado é a morte..." ( Romanos 3:23; 6:23 ). Hebreus 9:27 afirma: "...aos homens está ordenado morrerem um só vez, vindo, depois disto, o juízo ". Poderíamos não gostar de pensar sobre quais serão as consequências do nosso pecado ao estarmos face a face com um Deus santo, mas é coisa séria "...cair nas mãos do Deus vivo " ( 10:31 ).
A boa notícia é que, por amor a nós, o Pai proporcionou um lugar seguro ! Ele enviou Seu Filho Jesus para morrer, para que não tivéssemos de nós separar dele eternamente ( Romanos 5:8-10; Colossenses 1:19-22 ).
Devido à morte de Jesus Cristo na cruz e à Sua ressurreição dentre os mortos, esse lugar seguro está disponível. Você já correu para a cruz ? - AMC

Leia: Hebreus 10:28-39

Examine: Horrível coisa é cair nas mãos do deus vivo. - Hebreus 10:31


Considere: Para fugir da maldição do pecado, corra para a cruz.